Joias europeias: 10 jogadores promissores para temporada 2020/21

Não é incomum os clubes europeus darem espaço para as joias da base ao longo da temporada. Muitos, inclusive, tomam o lugar de medalhões dos clubes e se tornam referências dentro e fora de campo. E todo começo de temporada é mais uma oportunidade para analisar quem são os nomes que podem se destacar a nível mundial.

A maioria desses garotos surge, principalmente, pela importante política que os clubes adotam de olhar com mais cuidado para a categoria de bases e serem pacientes durante a formação dos atletas. 

O CORREIO selecionou 10 jogadores com menos de 22 anos que atuam no futebol europeu e já despontam como grandes promessas do mundo do esporte e podem, um dia, assumir protagonismo nos clubes ou seleções.

10º – Szoboszlai, 19, RB Salzburg

Foto: Reprodução

Do mesmo gramado que colocou Herling Haaland em evidência no futebol mundial em 2019, o RB Salzburg, principal clube da Áustria, tem no elenco mais uma joia para ser observada com bons olhos. Meio-campista, que atua mais pelo lado esquerdo, e com 4 gols em 4 jogos pela Liga dos Campeões 2020/21, Dominik Szoboszlai já pode ser considerado como uma das grandes promessas do futebol europeu.

Nascido em Székesfehérvár, na Hungria, o jogador de 21 anos iniciou sua vida no futebol no país natal, passando pelas categorias de base de clubes como Videoton, Fonix e Újpest, até que virou alvo do clube da Red Bull. A marca de energéticos tem o costume de buscar jovens talentosos no mercado e levar para um de seus clubes-empresa. Lá, se desenvolvem, acumulam um bom valor de mercado e depois são vendidos para times de maior expressão. 

Ainda é cedo para dizer qual o próximo passo de Szoboszlai na Europa, mas não deve demorar muito até que um gigante tente contratá-lo. Pelo profissional do Salzburg, o meia já disputou 71 jogos e marcou 22 gols. Na Champions, o atleta terá um jogo difícil para manter sua média de gols. A partida é contra Bayern de Munique, nesta terça (3), às 17h (de Brasília).

Dominik Szoboszlai
Idade: 21
Clube: RB Salzburg
Valor de mercado: € 25 milhões

9º – Zinho Vanheusden

Foto: Reprodução

Parafraseando É o Tchan, dá para dizer que Zinho Vanheusden é a mistura do Brasil com… a Bélgica (dessa vez não foi com o Egito). Isso porque o primeiro nome do jogador de apenas 20 anos é inspirado em um dos grandes meias que o país já viu.

Ídolo do Flamengo, Palmeiras e Grêmio, Zinho viveu seu auge na década de 90 e inspirou Johan Vanheusden a batizar o nome o filho com a assinatura do craque brasileiro. “Achei-o fantástico no Campeonato Mundial em 1994. Em 1999 encontrei o nome para meu filho rapidamente”, contou Johan a ESPN em matéria de julho do ano passado. Cinco anos depois da boa Copa que Zinho fez, com o tetra nos Estados Unidos, nascia o xará belga Zinho Vanheusden, na cidade de Hasselt. 

Diferente do homenageado, o garoto belga atua como zagueiro. A sua estatura contribui: 1,94m. A carreira no esporte começou no Standard de Liège, até que foi negociado com a Inter de Milão em 2015, com apenas 15 anos. Estreou como profissional aos 18 mas, já em 2019, foi emprestado ao Standard, que agora resolveu repatriá-lo e comprou seu passe por 12,5 milhões de euros. Essa foi a contratação mais cara da história de um clube belga.

Zinho Vanheusden
Idade: 21
Clube: Standard de Liège
Valor de mercado: € 13,5 milhões

8º – Lee Kang-in

Foto: Reprodução

A Ásia não é a maior referência de atletas de alto nível, mas já revelou grandes jogadores como Keisuke Honda e Park Ji Sung, e atualmente o continente é representado pelo ótimo futebol de Heug-Min Son, do Tottenham. Lee Kang-in pode assumir o posto de atleta mais relevante do futebol asiático no futuro. Por enquanto, o meia de 18 anos vem fazendo ótimos jogos pelo Valencia, da Espanha.

O curioso é que o talento do jogador foi descoberto pelo time espanhol por conta de reality show sul-coreano, que Lee participou quando tinha apenas seis anos de idade. Cresceu e se desenvolveu em Valencia e hoje é cotado como a grande promessa do clube, tendo sido o jogador sul-coreano mais jovem a jogar uma partida de Liga dos Campeões.

Pela sua seleção, conquistou a Bola de Ouro na última Copa do Mundo sub-20, em 2019, quando ficou em 2º lugar. Lee e os companheiros foram derrotados pela Ucrânia por 3×1 na final. O sul-coreano também foi um dos mencionados na lista de 50 atletas promissores para 2020 criada pela Uefa. 

Lee Kang-in
Idade: 19
Clube: Valencia
Valor de mercado: € 20 milhões

7º – Tariq Lamptey

Foto: Reprodução

Filho de pais ganeses, Tariq Lamptey nasceu Hillingdon, na grande Londres, em setembro dos anos 2000. Começou sua carreira próximo de onde nasceu, no Chelsea, mas após passar por todas as categorias, até a sub-23, Lamptey não foi aproveitado e negociado com o Brighton no início de 2020, da cidade homônima ao clube que fica ao sul de Londres. 

A concorrência na posição de meia que enfrentou nos Blues fez o atleta se remodelar, passando a atuar apenas pela lateral direita, posição que se encontrou e vem deixando ótimas impressões no Brighton. Na Premier League, em seis jogos, já acumula três assistências.

Isso é reflexo da formação dupla entre meio campo e lateral, onde Lamptey se mostra um jogador extremamente ofensivo. Não à toa, participou de mais de 30% dos gols do time no campeonato inglês e tem uma estatística de mais 75% em acertos de passe. Ao completar 20 anos em setembro, as portas da seleção já começam a se abrir para o jogador.

Tariq Lamptey
Idade: 20
Clube: Brighton
Valor de mercado: € 18 milhões

6º – Sandro Tonali

Foto: Reprodução

Receber o título de “novo Pirlo” não é para qualquer um. Ídolo incontestável de Milan, Juventus e da seleção italiana, o meia foi um dos melhores na posição e se destacava, principalmente, por ter uma ótima qualidade de passe e ser muito inteligente com a bola nos pés. Ao que tudo indica, a imprensa italiana acredita que essas também são as características mais fortes da promessa que o Milan comprou para a temporada 2020/21: Sandro Tonali. 

O meio-campista de 20 anos atuava pelo Brescia desde os 12 anos de idade e, após resistir a algumas propostas de clubes da Serie A e da Premier League, aceitou o desafio de ir ao Milan e vestir a camisa de número 8, usada por outro ídolo do clube rossonero, Gattuso. 

O seu talento como jogador foi descoberto no pequeno clube Piacenza, aos 9 anos de idade. O curioso é que, nesta época, o próprio Milan o rejeitou em uma peneira das categorias juvenis. Agora, desembolsou 10 milhões de euros em um empréstimo de uma temporada, com opção de compra de outros 10 milhões e mais 15 de bônus para o Brescia. 

“Estamos convencidos que ele pode dar uma importante contribuição para construirmos juntos um futuro de sucesso. Ele é um meio-campista com ótimas perspectivas que saberá interpretar os valores do nosso clube”, disse o ex jogador Paolo Maldini, hoje diretor-técnico do Milan.

Sandro Tonali
Idade: 20
Clube: Milan
Valor de mercado: € 32 milhões

5º – Eduardo Camavinga

Foto: Reprodução

A partida entre França e Croácia, pela segunda rodada da Nations League, em setembro, marcou a estreia de Eduardo Camavinga pela seleção e estabeleceu uma marca histórica. Camavinga se tornou o terceiro jogador mais jovem a jogar pelo país francês, com apenas 17 anos e 9 meses de idade. A estreia precoce entre os comandados de Didier Deschamps – convocado após lesão de Pogba – não é um acaso, principalmente pelo repercussão do seu futebol na Europa. 

Ao final de 2018, com 16 anos ainda, Eduardo Camavinga assinou seu primeiro contrato profissional com Rennes e no início do ano passado já fez sua primeira partida pelo time principal. Não demorou muito até que clubes como Real Madrid e Barcelona se interessassem pelo volante. Inclusive, o Real projetou uma proposta na última janela (mas que não aconteceu), planejando colocar Camavinga com o substituto de Casemiro no clube espanhol.

Nascido em novembro de 2002 – perceba que nem o penta da seleção brasileira ele viu – o jogador é filho de angolanos, que resolveram se mudar para a França em 2004 em busca de uma melhor qualidade de vida. Em 2008 começou sua carreira em escolinhas de futebol e o futuro de sucesso já era uma certeza. Após a partida contra Croácia, Deschamps afirmou que o volante apresenta um futebol muito sereno e que “tem muito potencial para retornar (à seleção)”.

Eduardo Camavinga
Idade: 17
Clube: Rennes
Valor de mercado: € 50 milhões

4º – Mason Greenwood

Foto: Reprodução

O inglês Mason Greenwood já figura no hall de promessas do futebol mundial que já se consolidaram em seus times. Entre partidas que começou no banco de reservas e outras que foi uma aposta no time titular, hoje Greenwood já figura carimbada entre os 11 melhores de Solskjaer no Manchester United. 

O ponta-direita superou as expectativas de boa parte da imprensa inglesa pela rápida evolução, sustentada pelas duas principais características: velocidade e a facilidade me chutar com as duas pernas. Essa evolução passa pelas boas companhias que Mason encontrou no ataque dos Red Devils. 

Apesar de não encantar, o United poderia ter ficado em situação bem pior se não fosse pelo trio formado por Greenwood, Marcus Rashford e Anthony Martial. Juntos, os três fizeram 64 gols na temporada 2019/20. Isso representa mais de 57% dos tentos do United neste período. 

Aos 19 anos, seu valor de mercado já atingiu a impressionante marca de 50 milhões de euros, segundo o Transfermarkt. E o contrato com o Manchester United vai até junho de 2023.

Mason Greenwood
Idade: 19
Clube: Machester United
Valor de mercado: € 50 milhões

3º – Ansu Fati

Foto: Reprodução

Em uma das maiores crises de sua história, o Barcelona ainda tem motivos para comemorar alguma coisa neste início da temporada 2020/21. Além de poder contar com Messi por, pelo menos, mais um ano, os catalães começam a ver uma luz no fim do túnel quando se trata de futuros talentos. Nascido em outubro de 2001 e naturalizado espanhol, Ansu Fati bate recorde atrás de recorde por ser o jogador mais jovem a marcar gols ou participar de jogos o Barça. Entre esses gols, na última semana Fati marcou seu primeiro em cima do Real Madrid, na derrota por 3×1 no Camp Nou. 

A chegada de Ansu Fati nas categorias de base do clube foi em 2016 e sua estreia profissional foi em agosto de 2019, em jogo pelo campeonato espanhol contra o Real Bétis. Querido pelo técnico Ronald Koeman, a permanência do atleta de apenas 17 anos no time titular também é explicada pelas dificuldades do Barcelona em contratar e em ter um elenco mais disputado, mas essa é a oportunidade fundamental para o jogador crescer e despontar como o futuro da Espanha.

Assim como outros na lista, Fati é mais um dos muito atletas africanos que naturalizam europeus após muito tempo vivendo no país. Sua saída de Guiné, seu país natal foi em 2001, junto com seu pai Bori Fati. Bori, aliás, foi atleta profissional de futebol por Guiné e em pequenos clubes de Portugal. 

Agora com dupla nacionalidade, Ansu Fati já fez sua estreia pela seleção espanhola quando foi convocado em agosto de 2020 para dois jogos pela Nations League, contra Alemanha e Ucrânia. A qualidade do ponta é tão alta que ele pulou etapas dentro da própria seleção, sendo convocado para a principal sem sequer passar pelo time sub-21, que é o processo mais comum entre os atletas europeus.

Em 2020/21, Farti pode se consolidar como um dos melhores jovens da Europa, e os primeiros passos estão sendo promissores. Em sua segunda temporada pelo Barça. recebeu o prêmio de melhor do jogador do mês de setembro na La Liga, marcando três gols nas três partidas que disputou.

Ansu Fati
Idade: 18
Clube: Barcelona
Valor de mercado: € 80 milhões

2º – Dayot Upamecano

Foto: Reprodução

Esse é mais um dos nomes revelados pelos clubes-empresa da Red Bull. Com 22 anos, o zagueiro francês é 10º defensor mais valioso da Europa, e figura na lista dos 50 de todas as posições segundo o Transfermarkt. As altas cifras são reflexo de um desempenho exemplar do jogador, que é titular absoluto e líder do RB Leipzig. 

Dayot também pode ser considerado uma promessa consolidada no futebol europeu, mas clubes maiores já cercam o time comandado por Julian Nagelsmann com propostas para tirar o zagueiro de lá. O próprio treinador comentou sobre o interesse de clubes como Liverpool e United no fim da última temporada: “Muitos clubes querem comprá-lo. Talvez na próxima temporada seja verdade que ele deixe o clube. Porém, nesta temporada, ele permanecerá”. 

A chegada de Upamecano em Leipzig foi em 2015, aos 16 anos, quando saiu do outro clube da franquia RB, o Salzburg. O time da Áustria o observou nas categorias de base do Valenciennes, da França, quando era uma criança.

Até 2022, quando a França irá defender o título de campeã mundial, tudo indica que Upamecano já assuma a posição de titular, mesmo com nomes como Varane, Lenglet e Umtiti na disputa.

Dayot Upamecano
Idade: 22
Clube: RB Leipzig
Valor de mercado: € 60 milhões

1º – Phil Foden

Foto: Reprodução

Para os mais aficionados no futebol, o nome de Phil Foden não é nenhuma novidade. Em 2017, a talentosa seleção da Inglaterra fez uma ótima Copa do Mundo sub-17 e levou o primeiro e único título na categoria. A final, um jogo emocionante contra a Espanha, com direito a uma virada após sair perdendo por 2×0 e um resultado final de 5×3 para os garotos ingleses.

O capitão do time e referência em campo? Phil Foden. Vestindo a camisa número 7, o meio-campista eliminou o Brasil na semifinal em 2017 e deixou dois gols na grande decisão. Ele foi eleito o melhor jogador do campeonato.

Hoje, mantém forte evolução no Manchester City e, na temporada 2019/20, passou a figurar entre os titulares de Guardiola em algumas ocasiões. Esse ano Foden parece ter tirado qualquer dúvida do técnico espanhol com relação a seu talento e seu mérito de estar no time titular dos Citzens. Jogando no meio ao lado de De Bruyne e Rodri, o garoto de 20 anos virou parte importante do esquema, aumentando a qualidade de passe no último terço de campo e, algumas vezes, até marcando gol. 

Phil nasceu na cidade de Stockport, próximo a Manchester e cresceu jogando pelo City. Pela seleção, passou por todas as categorias e hoje já faz parte do elenco principal, sendo considerado uma realidade no Catar caso a Inglaterra de classifique. Se depender do seu futebol, tem tudo para acontecer.

Mas se depender do comportamento, o jovem ainda tem muito o que aprender. Isso porque Foden foi cortado da última convocação de Gareth Southgate porque levou duas jovens para o hotel da concentração da seleção. Nada que a maturidade não resolva. 

Por já jogar em um dos gigantes da Europa, o inglês já tem um futuro muito bem encaminhado. Resta saber se, daqui alguns anos, terá a oportunidade de repetir o feito em 2017 e comandar a Inglaterra em um título mundial.

Phil Foden
Idade: 20
Clube: Machester City
Valor de mercado: € 60 milhões

*Sob orientação do editor Miro Palma
**Valores de mercado fornecidos pelo Transfermarkt

Fonte: Correio