Bahia registrou 50 incêndios florestais este ano, diz Sema

Ações de prevenção e combate a incêncios florestais tiveram investimento de R$ 3,7 milhões em 2020 na Bahia, para contratação de aeronaves e compra de fardamento para brigadas voluntárias, segundo a Secretaria de Meio Ambiente do estado (Sema). De janeiro a outubro, foram registrados oficialmente 50 incêndios florestais em toda Bahia. 

Segundo o balanço, foram usadas 702 horas de voo no combate e monitoramento de focos desses incêndios, como parte do Programa Bahia Sem Fogo. Os principais municípios atingidos foram Macururé, Xique-Xique, Uabaí, Rio de Contas, Ibotirama, Formosa do Rio Preto, Morpará, Andaraí, Mucugê, Barra, Barreiras, Caturama, Milagres, Morro do Chapéu, Pilão Arcado, Santa Rita de Cássia, Seabra, Mansidão, Angical, Rio do Pires, Barra da Estiva, Abaíra, Piatã, Palmeiras, Buritirama e Luís Eduardo Magalhães. 

Outra medida da Sema foi o 1º Webinar Internacional sobre Incêndios Florestais, que reuniu experiências e estudos de caso do Brasil e de Portugal, que aconteceu durante três dias em julho.

A Sema também reestruturou o Bahia Sem Fogo, para potencializar o trabalho com prefeituras, associações e comunidades na prevenção aos incêndios.  Foram criados mais dois Subcomitês: o do Norte, sediado em Juazeiro, e o do Sul, sediado na cidade de Eunapolis, que se somaram aos Subcomitês já existentes: do Oeste, em Barreiras; e da Chapada, em Seabra. Segundo a pasta, o Oeste e a Chapada são as regiões com mais incêndios no período de estiagem, que vai de setembro a dezembro. 

“Com o Bahia Sem Fogo conseguimos dar todo o suporte necessário para minimizar os impactos ambientais, econômicos e sociais causados pelos incêndios florestais, mas o trabalho de prevenção e educação ambiental é essencial para conscientizar a população sobre o grande prejuízo que as queimadas irregulares causam e do papel de todos na preservação do meio ambiente”, diz o secretário do Meio Ambiente, João Carlos Silva.

A ação humana é a principal causa do início de incêndios na Bahia e a qualquer sinal de fogo deve-se ligar para o 193. Denúncias de queimadas ilegais e outros crimes podem ser feitas pelo telefone 0800 071 1400 ou pelo e-mail denuncias@inema.ba.gov.br, diretamente nos balcões do Inema, na sede ou nas Unidades Regionais do órgão.

O programa foi criado em 2010 para centralizar e tornar mais efeitvas as ações de prevenção, combate e monitoramento dos incêndios. 

Fonte: Correio