Presos na operação Faroeste vão passar Natal e Réveillon na cadeia

Seis dos oito presos sob acusação de envolvimento com a rede de grilagem e venda de sentenças desmontada pela Faroeste vão passar na cadeia o Natal e o Réveillon. Na lista, estão a desembargadora afastada Maria do Socorro Barreto Santiago, ex-presidente do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ), o juiz também afastado Sérgio Humberto Quadros e o falso cônsul da Guiné-Bissau Adailton Maturino, apontado pela Procuradoria-Geral da República como peça central do esquema investigado pela operação. Passar as festas de fim de ano no xadrez é resultado do chamado Pacote Anticrime, elaborado pelo então ministro da Justiça, Sergio Moro, e aprovado pelo Congresso em 2019. 

Agora, só depois
De acordo com a nova lei, uma vez decretada a preventiva, a corte judicial responsável pela ordem é obrigada a revisar a permanência do detento a cada 90 dias, sob pena de tornar a prisão ilegal. Como a última revisão pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ) foi no último dia 9, a próxima só ocorrerá em 6 de janeiro de 2021.

Nem te ligo!
A Mesa Diretora da Assembleia Legislativa já foi notificada oficialmente há mais de dois meses pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sobre a decisão que cassou o mandado do deputado estadual Pastor Tom (PSL) e determinou a posse do substituto, Josafá Marinho (Patriota), primeiro suplente na coligação formada com a Rede para a eleição de 2018. Em mensagem enviada no último dia 3 de setembro ao presidente da Casa, Nelson Leal (PP), o TSE informa sobre a decisão do presidente da Corte, ministro Luis Roberto Barroso, que cassou Tom por fraude no registro de filiação partidária e ordenou o cumprimento da posse do suplente. No entanto, a Assembleia até agora não atendeu à determinação.

Efeito colateral
Deputados da bancada baiana em Brasília atribuem a paralisia de pautas importantes ao duelo pelo comando da Câmara a partir do ano que vem, travado entre o presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e o virtual candidato do Planalto, Arthur Lira (PP-AL). Além da Reforma Tributária, a queda de braço deve emperrar também a proposta que dá autonomia ao Banco Central. Uma vez que ela chegue na Câmara, após deixar o Senado, tende a ser trancada por causa da disputa.

Asas no ringue
No ninho tucano em Salvador, a grande expectativa está sobre o novo capítulo no confronto velado do ex-prefeito Antônio Imbassahy e o ex-deputado federal João Gualberto, que se bicam internamente pelo domínio do PSDB baiano. No caso, saber quem terá mais votos na corrida por uma vaga na Câmara de Vereadores de Salvador: Sergio Kabrocha, candidato da ala liderada por Imbassahy, ou a jornalista Cris Correia, cria política de Gualberto, que tenta este ano o terceiro mandato como prefeito de Mata de São João.

GPS em off
Até aliados de primeira hora do ex-presidenteLula (PT) na Bahia garantem não saber o local exato em que ele vai morar em Lauro de Freitas, mas arriscam dois palpites: Busca Vida ou Encontro das Águas, ambos condomínios de luxo.

“Infelizmente, o governador do estado toma decisões sem ouvir a sociedade civil e as associações representantes dos diversos segmentos. É uma história similar  a do Centro de Convenções da Bahia. Houve uma cortina de fumaça, quando foi divulgado o novo espaço pelo governo, mas ele  não saiu do papel” – Silvio Pessoa, presidente da Federação Baiana de Hospedagem e Alimentação, ao criticar a decisão de vender o Parque de Exposições, segundo ele, área com vocação para o turismo e a indústria de entretenimento

Fonte: Correio