Atendimento rápido de vítimas de AVC, que matou Tom Veiga, reduz sequelas

O rápido atendimento a uma pessoa que sofre o AVC (Acidente Vascular Cerebral) pode reduzir as suas sequelas e melhorar a capacidade de recuperação. O AVC é o entupimento ou rompimento dos vasos que levam sangue ao cérebro, em que o paciente apresenta os sintomas e os déficits neurológicos de uma maneira abrupta. A importância do tempo está relacionada à condição de avaliação que a equipe médica terá e a realização do tratamento, podendo ser o de trombólise endovenosa, e/ou cirúrgico (trombectomia mecânica) para liberar o fluxo de sangue novamente.

O Dr. Paulo Henrique Aguiar, neurocirurgião do hospital Samaritano Paulista, explica os tipos de AVC e seus fatores de risco. O AVC isquêmico é responsável por 80% deles de acordo com a literatura médica, onde a artéria cerebral apresenta uma parada súbita do fluxo sanguíneo, causando infarto cerebral por falta de sangue na área nutrida pela artéria obstruída. Já o AVC hemorrágico é responsável por 15% dos casos de AVC, e ocorre por causa da ruptura da artéria, causando uma hemorragia dentro do tecido cerebral.

A Hemorragia Subaracnóidea é responsável por 5% dos AVC, geralmente causada por ruptura de um aneurisma cerebral, localizado nos espaços de passagem dessas artérias, entre os tecidos cerebrais. A incidência anual de hemorragia subaracnóidea aneurismática é em torno de 1 pessoa para cada 10.000, com maior incidência entre fumantes, em homens mais jovens (25 – 45 anos), mulheres entre 55 e 85 anos e homens acima de 85 anos

Fatores de risco

Os fatores de risco mais comuns para um AVC são: hipertensão, diabetes tipo 2, colesterol alto, sobrepeso e obesidade, tabagismo, uso excessivo de álcool, idade avançada, sedentarismo, histórico familiar, além de doenças cardiovasculares como arritmias cardíacas, doenças das válvulas cardíacas, endocardite, insuficiência cardíaca e infarto agudo do miocárdio.

Sintomas comuns

Entre alguns sintomas comuns estão a perda da força no braço, perna, de um lado do corpo; sensação de formigamento; dor de cabeça súbita e intensa sem causa aparente; alteração aguda da fala; e perda súbita de visão.

O rápido socorro

Quanto mais rápido o atendimento e tratamento do AVC, menores são as sequelas.  O acionamento de um resgate e ida ao pronto-socorro são de extrema importância ao sentir sinais do Acidente Vascular Cerebral, assim como o encaminhamento para um hospital preparado para receber pacientes graves de AVC.

Fonte: Agencia Brasil