Professor é assaltado em aula online e alunos assistem ao roubo ao vivo em SP

Um professor de contabilidade de 51 anos foi assaltado no momento em que dava aula online, por volta das 19h20 desta quarta-feira (4), em sua casa, na zona norte da capital paulista. O roubo foi transmitido ao vivo para 20 alunos. A polícia foi chamada e dois homens foram presos e três adolescentes acabaram apreendidos pelo crime.

A reportagem teve acesso ao registro da aula online.

Por volta das 19h20, o professor explicava uma questão aos alunos, quando foi interrompido bruscamente por criminosos, sendo que um deles tapa a boca do educador e lhe dá uma gravata no pescoço.

É possível ouvir um dos ladrões perguntando “onde está o dinheiro”, além de afirmar que o crime “é fita dada”, ou seja, alguém informou aos bandidos sobre a eventual presença de grana e objetos de valor na casa.

O professor afirmou ao Agora, que enquanto era rendido por ao menos três ladrões, no térreo do sobrado, sua filha de 23 anos também foi abordada e imobilizada pelos criminosos. A mulher está grávida de oito meses, de seu primeiro filho. Nenhuma das vítimas percebeu quando os criminosos pularam o portão e arrombaram a porta da sala.

Pai e filha foram mantidos na cozinha da residência, onde o professor dava aula antes do início do assalto. Ele foi amarrado com o fio do carregador de seu notebook, e teve a cabeça coberto por um lençol. Já sua filha não foi amarrada, mas teve a cabeça coberta por um pano.

“Ele [ladrão] perguntava onde estava o dinheiro, mas não tinha o que eles queriam em casa. Chegou a um ponto em que ele tirou o lençol do meu rosto, me encarou e chegou a me ameaçar”, diz.
Os criminosos não perceberam que a vítima dava aula quando foi abordada. Além dos 20 alunos, um representante da faculdade também acompanhava o curso. “Chegaram a divulgar, errado, que meus alunos chamaram à polícia. Mas na verdade foi a escola, pois eles têm meu endereço”, explicou o educador.

O professor destacou que os ladrões estavam nitidamente atrapalhados, sem saber como conseguir o dinheiro que não existia na casa. “Dava para ver, eram desorganizados, o que é pior ainda.”
A ação durou aproximadamente 20 minutos, tempo de a Polícia Militar chegar ao local, provocando movimentação na casa. “Eu estava quieto. Aí, senti que alguém tirou o lençol de minha cabeça e vi que era um PM”, disse o professor.

Um adolescente, 16 anos, foi apreendido em frente à residência da vítima, quando saía da casa. Dois homens, de 21 e 18 anos, e mais dois menores, ambos com 16 anos, foram presos no quintal da casa quando tentavam pular o muro. Um homem, de 18 anos, foi abordado na rua e levado à delegacia. Por falta de provas, ele foi solto em seguida. A defesa de nenhum dos suspeitos foi localizada até a publicação desta reportagem.

Com os criminosos, a PM recuperou dois celulares, dois relógios, um cinto, óculos escuros e cerca de R$ 300. Os objetos estão avaliados em quase R$ 8.000, conforme registrado em boletim de ocorrência no 13º DP (Casa Verde), onde o caso foi registrado como roubo e corrupção de menor.

A filha do professor passou mal, sentindo contrações, logo após o do assalto. Ela foi encaminhada ao hospital e liberada em seguida. O educador destacou que a aula interrompida era a preparação para um teste, neste domingo (8).

O professor afirmou que foi a segunda vez que ladrões entram em sua residência. A primeira foi há cerca de nove anos.

Fonte: Agencia Brasil