'O que fizemos no primeiro turno foi insuficiente', diz Barroca

O Vitória dará seu pontapé inicial pelo segundo turno da Série B neste domingo (8), em jogo contra o Sampaio Corrêa, fora de casa. Com 21 pontos, o Leão entra na 20ª rodada na 15ª colocação e precisa fazer um campeonato de recuperação para se afastar da zona de rebaixamento.

Nesta sexta-feira (6), o técnico Eduardo Barroca disse que já traçou um plano para que a ameaça do Z4 se torne distante, com metas de pontuação para o segundo turno. Primeiro, é preciso voltar a ganhar – o rubro-negro já acumula oito partidas sem triunfar.

“Desde quando cheguei, falei sobre a gente fazer o melhor campeonato a curto prazo. A gente tem uma necessidade muito clara de interromper essa sequência sem vitórias. Por mais que estabeleça metas, é muito importante que a gente interrompa essa sequência. Isso é o primeiro passo”, disse o treinador.

“Dividi o campeonato, no segundo turno, em três blocos de cinco e deixei os quatro jogos finais para identificar onde a gente vai brigar. Dentro desses blocos, estabeleci metas de pontuação, de melhora em cada um dos aspectos de forma de jogar: bolas paradas, gols feitos, sofridos, nossos números físicos. A gente vai ter um bloco em que joga três partidas em casa e duas fora; o segundo, também joga três em casa e dois fora. Mas o segundo bloco, desportivamente, na minha visão, mais forte. E o terceiro bloco, atípico, onde a gente joga quatro fora e apenas uma em casa. Completadas essas 15 partidas, a gente ainda tem mais quatro. Espero que depois desse 15º jogo a gente ainda tenha possibilidade de usar esses quatro jogos finais para atingir o nosso objetivo”, continuou.

Desde que chegou, Barroca ainda não conseguiu ganhar com o Vitória. Foram três empates e duas derrotas nos cinco jogos com o treinador no comando. Para ele, é preciso observar e aprender com os erros cometidos.

“Reconhecer que o que a gente fez no primeiro turno foi insuficiente. Já tive essa conversa frontalmente com os jogadores. A gente precisa reconhecer o que aconteceu e não repetir os erros. Precisa começar o segundo turno com padrão de excelência, jogo mais forte. Individualmente, também cada um de nós entregar um pouco mais para que, juntos, a gente consiga fazer o segundo turno que todos esperam”, comentou.

“A gente precisa identificar o que aconteceu nos últimos jogos, corrigir pontualmente, fazer escolhas com o que a gente imagina e, principalmente, colocar em prática no domingo e começar o segundo turno diferente do que foi o primeiro”, falou Barroca.

Para o duelo contra o Sampaio Corrêa, o técnico terá desfalques como o volante Guilherme Rend, suspenso pelo terceiro cartão amarelo. Mas ele revelou que Fernando Neto, que esteve fora dos últimos jogos por lesão, está recuperado e pode ser uma opção.

“A gente não vai ter o Guilherme, mas tem outras opções: Matheus Frizzo, retorno de Fernando Neto, a opção do Gabriel Furtado, Romisson, Paulo Vitor, jogadores que podem entrar. Quem entrar vai ser cobrado para dar conta do recado e tem minha confiança para entrar em campo e corresponder”.

Além de Rend, são desfalques Alisson Farias, Gerson Magrão e Leandro Silva, todos por lesão. Já Lucas Cândido foi diagnosticado com um hematoma na coxa no início da semana e não participou dos últimos treinos com bola.

O Vitória visita o Sampaio Corrêa no domingo (8), às 16h, no estádio Castelão, em São Luís. O Leão entra na 20ª rodada na 15ª posição com 21 pontos, enquanto o rival ocupa a 6ª colocação, com 28. 

Fonte: Correio