Governos mundiais e autoridades brasileiras reagem à vitória de Joe Biden nos EUA

A vitória do democrata Joe Biden nas eleições dos Estados Unidos, neste sábado, 07, repercutiu entre os governantes de diversos países, que postarem mensagens de comemoração nas redes sociais ou enviaram congratulações ao 46º presidente norte-americano. 

Entre as autoridades brasileiras, o presidente da Câmara dos Deputados Rodrigo Maia (DEM-RJ) também se manifestou sobre a vitória de Biden, parabenizando o presidente eleito em nome da Câmara Federal.  O presidente Jair Bolsonaro (sem partido), até o momento não comentou o assunto em suas redes sociais. Bolsonaro torcia pela reeleição do republicano Donald Trump. O Itamaraty, o ministério das Relações Exteriores do Brasil, também não emitiu, até o final da tarde de hoje, nenhuma nota oficial de felicitações a Joe Biden.

Na Bahia, o governador Rui Costa e o prefeito de Salvador, ACM Neto, usaram o Twitter para comemorar a conquista de Biden, considerada por eles uma ‘vitória da democracia’. 

ACM Neto, que também é o presidente nacional do DEM, afirmou em seu perfil no Twitter, pouco antes da postagem do deputado Rodrigo Maia: “o bom senso, o equilíbrio e a sensatez saíram vencedores. Ganha a democracia, ganha o mundo com a eleição de Biden”.

Já o governador Rui Costa (PT) postou, em seu perfil também no Twitter: “Biden eleito, Kamala Harris é a vice-presidente. Vitória da democracia. O mundo comemora”.

Trump ignorado

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, foi um dos primeiros líderes mundiais a reconhecer a vitória de Biden e ignorar a postura de Donald Trump, que voltou a afirmar neste sábado que irá questionar os resultados da eleição. Johnson, além de reconhecer a vitória do democrata, enfatizou que os EUA são os aliados “mais importantes” do Reino Unido.

A primeira-ministra da Noruega, Erna Solberg, o chefe do governo irlândes, Michael Higgins e líderes de países como Argentina, Colômbia, Catar, Egito, Ucrânia e Holanda reconheceram a vitória do candidato democrata. Seguiram com as mensagens de parabéns os líderes da Espanha, Grécia, Polônia e a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen.
Justin Trudeau, premiê do Canadá, declarou nas redes sociais estar ‘ansioso para trabalhar em conjunto com Biden’ para desenvolver a relação entre seu país e os EUA.

O francês Emmanuel Macron escreveu mensagens de parabéns em inglês e em francês se referindo a Biden e à vice eleita, Kamala Harris, a primeira mulher a ser eleita para o cargo e também a primeira negra. “Os americanos escolheram seu presidente”, disse Macron. “Parabéns, Joe Biden e Kamala Harris! Temos muito o que fazer para superar os desafios de hoje. Vamos trabalhar juntos”, escreveu Macron.

Câmara representa os brasileiros

Enquanto a presidência da República e a diplomacia brasileira não se manifestaram pelo resultado do pleito norte-americano, pelo twitter, o deputado Rodrigo Maia, presidente da Câmara Federal, disse que “a vitória de Biden restaura os valores da democracia verdadeiramente liberal, que preza pelos direitos humanos, individuais e das minorias”.

Maia também ressaltou que reforça “os laços de amizade e cooperação” entre Brasil e EUA. O governo brasileiro, por sua vez, deve estar aguardando a finalização da totalização de votos para se pronunciar, uma vez que o presidente Bolsonaro é alinhado ideologicamente a Trump.

Veja abaixo as mensagens das autoridades:

 

Fonte: Correio