Campanha Natal Solidário, da Fecomércio, começa a coletar alimentos para necessitados

A tradicional campanha de arrecadação de alimentos do sistema Fecomércio-BA, chamada de Natal Solidário, foi iniciada na manhã desta quinta-feira (12) com missa presidida pelo bispo auxiliar  Dom Marco Eugênio, no Espaço Mário Cravo, no SESC Casa do Comércio, no Caminho das Árvores. Já em sua sétima edição, o evento marcou também a reabertura do espaço, que estava fechado para reforma, e foi transmitido online pelo canal da instituição. O edifício Casa do Comércio já está fazendo coletas no térreo.

A idealizadora do Natal Solidário e vice-presidente da Fecomércio-BA, Juranildes Araújo, falou da importância que o projeto tem para a sociedade baiana, principalmente neste cenário difícil. “Esse projeto sensibiliza toda a sociedade baiana em prol dos necessitados. Durante a pandemia, muitas famílias ficaram desempregadas e precisamos ajudar que o outro tenha acesso à materiais de limpeza e higiene e, principalmente, à alimentação para ter um Natal diferenciado”, disse.

Nesta edição, a campanha receberá doações de alimentos não perecíveis e materiais de limpeza e higiene. Os donativos serão distribuídos para entidades baianas já cadastradas, que dão assistência a crianças, idosos e pessoas com deficiência. O programa Mesa Brasil Sesc é responsável pela logística das entregas.

Mais formas de doar
A partir do dia 20 de novembro, as lojas físicas dos shoppings Barra, Salvador Shopping, Salvador Norte e Piedade receberão doações na capital baiana. Idealizada por Juranildes Araújo, a primeira edição do Natal Solidário, em 2014, começou com apenas 17 instituições beneficiadas. Ao longo dos sete anos, a campanha alcançou mais de 200 instituições da Bahia, alcançando o interior do estado. 

O presidente do Sistema Fecomércio-BA, Carlos de Souza Andrade, agradeceu a participação de todos os envolvidos no projeto, em especial aos colaboradores da Instituição. “Os colaboradores, presidentes dos sindicatos e os nossos parceiros, são essenciais durante esse processo de arrecadação e distribuição dos donativos, tanto na capital quanto no interior”, relatou.

Fonte: Correio