ACM Neto faz balanço sobre 8 anos na prefeitura: 'Não me arrependo de nada'

Passou um filme na cabeça. Nesta sexta-feira (13), o prefeito ACM Neto relembrou seus oito anos de mandato à frente da prefeitura de Salvador e garantiu que não se arrepende de nada.

“Hoje, com a experiência e vivência que eu tenho, eu faria algumas coisas diferentes, mas eu não me arrependo de nada. Tudo é um aprendizado e foi feito com a melhor intenção. Eu sou um cara que não fico remoendo coisas. Por exemplo, em 2018 teve toda aquela pressão para eu deixar a prefeitura, eu decidi continuar e, no dia seguinte, estava trablhando normalmente. No fim do ano encerro meu mandato com uma aprovação altíssima da população”, disse.

O discurso ocorreu durante a entrega de uma obra no bairro de Periperi, no Subúrbio Ferroviário. Ao chegar no local, o gestor foi recebido com aplausos e gritos de “futuro governador da Bahia”. Sobre a possibilidade de concorrer ao pleito, ACM Neto acha precoce falar e disse que não baterá o martelo até que chegue o próximo ano eleitoral.

“Estou na política há 22 anos e completo, agora, 18 anos de mandatos ininterruptos, sendo 10 como deputado e 8 como prefeito de Salvador. Não espero me aposentar aos 41 anos de idade, então eu espero continuar fazendo política, continuar servindo minha cidade, possivelmente ao meu estado, mas, por enquanto, sem estabelecer qual é o projeto concretamente. Até 2022, muita coisa vai acontecer. Espero poder participar das próximas eleições, mas não sei ainda jogando em qual posição”, brincou.

ACM Neto foi eleito prefeito de Salvador em 2012 e reeleito em 2016. O prefeito conta com 100% de aprovação de projetos na Câmara Municipal de Salvador.

Eleições 2020
Sobre as eleições de 2020, Neto acredita que o DEM terá seu melhor desempenho desde 2004. “Quando falo dos democrata, não falo só do partido, mas do conjunto de partidos. De 2004 para cá, será o melhor desempenho dos democratas nas eleições. Temos perspectivas concretas para eleger três prefeitos já no primeiro turno em capitais brasileiros, além de quatro com grandes chances de vencer. No ano passado, apenas eu fui eleito pelo partida considerando as capitais”.

Fonte: Correio