Agricultura impulsiona alta de 77% em leilões de máquinas na Bahia

Uma coisa puxa outra
O recorde de produção agrícola da Bahia, com quase 10 milhões de toneladas previstas para a safra deste ano, segundo estimativa do IBGE, movimenta a economia para além dos limites das fazendas. Com um crescimento previsto de 20,3% este ano, um dos raros segmentos que não sentiu os efeitos da crise, o agronegócio impulsiona outras atividades. As  expectativas de supersafras e negociações de longo prazo levou muita gente a buscar equipamentos com melhor tecnologia e aqueceu o mercado de venda de bens usados e leilões. O Superbid Marketplace, plataforma de transações on-line, em julho deste ano, registrou 63% de aumento no número de pregões, na comparação com o mesmo mês do ano passado. Aqui na Bahia, houve uma alta de 77% nos últimos dez meses, em comparação com o mesmo período em 2017.

Para o mundo
Uma das principais produtoras de celulose solúvel e celulose especial do mundo, a Bracell é a maior empresa a movimentar cargas no Porto de Salvador. Em 2019.98,8% do volume de vendas da empresa na Bahia foram destinados à exportação. Segundo o Relatório de Sustentabilidade 2019, o principal mercado consumidor foi a China, que adquiriu 69% da produção baiana de celulose, seguido dos Estados Unidos (19%), Europa (6%) e México (4%). O mercado interno foi responsável pela compra de 1,2% do total produzido.

Economia circular
A Braskem anunciou a ampliação dos seus esforços para se tornar uma empresa carbono neutro até 2050. Entre as metas, a companhia pretende, até 2030, diminuir em 15% as emissões de gases de efeito estufa e ampliar seu portfólio I’m green, que considera os produtos com foco em economia circular, para incluir, até 2025, 300 mil toneladas de resinas termoplásticas e produtos químicos com conteúdo reciclado.

Salsero
O Grupo Sal e Brasa escolheu Salvador para lançar a sua nova rede de restaurantes. A primeira unidade do Salsero deve ser aberta ao público até o final de novembro, no Itaigara. O novo investimento da holding demandou um aporte superior aos R$ 500 mil e vai gerar em torno de 30 empregos diretos. O grupo pretende inaugurar uma nova unidade do Salseiro em 2021, além da abertura de franquias da nova marca a partir de 2022. 

Solução pedagógica
O Acbeu avançou no projeto de passar a fornecer soluções pedagógicas. O grupo fechou uma parceria com a Escola Clubinho das Letras.

Fonte: Correio