São Paulo: em Campinas e Ribeirão Preto, briga deve ir ao 2º turno

A escolha de prefeitos em Campinas e Ribeirão Preto caminha para uma decisão em segundo turno, enquanto em Jundiaí e São José do Rio Preto o desfecho pode ocorrer ainda hoje com a reeleição dos atuais titulares, apontam as pesquisas.

Em Campinas, duas grandes coligações aparecem como favoritas para avançar para a segunda etapa: a do deputado estadual Rafa Zimbaldi (PL), ex-aliado do prefeito Jonas Donizette (PSB) e atualmente rompido com ele, e do ex-secretário de Esportes Dário Saadi (Republicanos), candidato apoiado pelo prefeito.

Zimbaldi tinha 27% das intenções de voto na pesquisa Ibope de 27 de outubro e Saad, 22%. Na cidade, entre os 13 candidatos a prefeito, dois chegam à eleição com candidatura impugnada em 1ª instância e concorrendo com recursos na Justiça. São eles o ex-prefeito Dr. Hélio (PDT) e o carteiro Edson Dorta (PCO).

Em ano de pandemia, a saúde foi um dos temas dominantes da disputa, seguido de assuntos como emprego, redução da máquina pública e de impostos.

Em Ribeirão Preto, dois candidatos disputam vaga do segundo turno para enfrentar o prefeito Duarte Nogueira (PSDB). Na última pesquisa Ibope, ele tinha 39% dos votos válidos, enquanto Fernando Chiarelli (Patriota) e Suely Vilela (PSB) apareciam com 18% cada um.

Na campanha, Nogueira disse ter recebido uma cidade destruída pela gestão anterior e advertiu que não se poderia “permitir que caia em mãos erradas de novo”. Ex-reitora da USP, Suely tentou se mostrar como uma administradora competente. E Chiarelli selecionou notícias negativas contra Nogueira e frases como “Conheça a verdade e ela te libertará”.

Em Sorocaba, depois de uma campanha marcada por trocas de acusações, poucos debates e ausência de pesquisas eleitorais, os candidatos chegam ao dia da eleição cantando vitória. “Nossa expectativa”, declara a prefeita Jaqueline Coutinho (PSL), candidata à reeleição, “é dar continuidade ao trabalho”. “Nossas pesquisas internas mostram que podemos confiar na vitória”, afirma Maria Lucia Amary (PSDB).

Os candidatos Raul Marcelo (PSOL) e Rodrigo Manga também dizem estar confiantes de que haverá segundo turno. Alvo principal dos ataques, Jaqueline também foi criticada pela condução da crise do coronavírus. Em Rio Preto, pesquisas indicam chance de vitória ainda neste domingo do prefeito Edinho Araújo (MDB). As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Fonte: Agencia Brasil