Termina neste sábado a consulta pública para atualização do Rol da ANS

A população brasileira tem até o dia 21 de novembro para participar do debate sobre 185 tecnologias que estão em discussão para atualização do Rol de Procedimentos e Eventos em Saúde da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), que define a lista mínima de coberturas obrigatórias pelos planos de saúde que entrará em vigor a partir de março de 2021.

A lista está há três anos sem atualização e a consulta pública é a oportunidade para que a sociedade dê sua contribuição sobre novas terapias e procedimentos para o diagnóstico, tratamento e acompanhamento de diversas doenças.

O atraso na revisão do Rol, que deve ser realizada a cada dois anos, se deu pela ampliação da possibilidade do encaminhamento de propostas por qualquer pessoa, física ou jurídica., A mudança no processo com relação à atualização anterior resultou em um aumento de 97% no número de formulários submetidos para análise. Além disso, a pandemia do novo coronavírus atrasou o processo por mais alguns meses, levando para março do ano que vem o prazo para que a nova lista comece a vigorar. Antes, o novo Rol entrava em vigor sempre no mês de janeiro, a cada novo processo de atualização.

As terapias que estão disponíveis para avaliação da população vão de métodos contraceptivos a medicamentos biológicos para tratamento de doenças autoimunes, como psoríase e retocolite ulcerativa, doenças que ainda não possuem opções de tratamento dessa classe de medicamento na saúde suplementar.

Também estão sendo avaliados procedimentos e tratamentos para doenças cardiovasculares, para o câncer de mama e a análise de tratamentos orais para câncer de próstata, o segundo tipo de câncer mais comum entre os brasileiros. Além disso, a sociedade brasileira tem a oportunidade de opinar sobre terapias-alvo para Leucemia Linfocítica Crônica (LLC), a forma mais comum de leucemia, e para Linfomas não Hodgkin, incluindo o linfoma de células do manto (LCM).

Para participar acesse www.ans.gov.br, escolha a opção “participação da sociedade” no menu horizontal e clique em “consultas e participações públicas”. Depois, basta escolher a consulta pública número 81, que é a que está em andamento. Na página há um vídeo tutorial de como contribuir corretamente. As contribuições podem ser feitas até o dia 21 de novembro.

Fonte: Agencia Brasil