Vídeo: Mulher agride jovens em ataque homofóbico em padaria de São Paulo

Um jovem negro e gay foi vítima de um ataque homofóbio na última sexta-feira (20) na padaria Dona Deôla, no bairro Pompéia, na capital de São Paulo. Uma mulher, identificada como Lidiane Biezok foi gravada enquanto gritava, batia e arremessava objetos no rapaz. Conforme funcionários, ela chegou alterado no local e destratou os trabalhadores. 

“Eu não estou falando porra nenhuma. Isso aqui é uma padaria gay?”, gritou Lidiane, quando uma funcionária da padaria tentou acalmar a situação. Os dois jovens que aparecem no vídeo, identificados como Kelton e Boni, tentaram impedir que a mulher destratasse os funcionários. 

“Ninguém faz nada. Ela já agrediu, desmoralizou, foi racista, transfóbica, homofóbica e ainda consegue entrar no estabelecimento. Ela não tá normal, ela não está respeitando ninguém aqui”, disse um dos rapazes a um policial militar que atuou na ocorrência. Apesar da agressividade de Lidiane, o agente apenas disse que não poderia impedir que ela entrasse no estabelecimento. 

Fonte: Agencia Brasil