Ex-funcionário da Petrobras suspeito de receber US$ 2,2 milhões é alvo da PF

Operação da Polícia Federal (PF) desencadeada na manhã desta quinta-feira (26) em Angra dos Reis e Araruama, no Rio de Janeiro, mirou um ex-funcionário da Petrobras suspeito de receber ilegalmente US$ 2,2 milhões de empresas do mercado internacional de petróleo.

Foram cumpridos dois mandados de busca e apreensão nessas cidades, no âmbito da 78ª fase da operação Lava Jato. Segundo o portal G1, as ordens judiciais foram expedidas pela 13ª Vara Federal de Curitiba.

Os crimes de corrupção teriam sido cometidos na diretoria de Abastecimento, especificamente na Gerência Executiva de Marketing e Comercialização. As investigações apontam que o suspeito recebeu a quantia entre 2009 e 2015, para favorecer companhias em negociações de compra de combustíveis marítimos fornecidos pela Petrobras.

Essa atividade permitia que as empresas conseguissem ganhos acima do normal. Nenhum dos envolvidos se pronunciou sobre a operação ainda.

Fonte: Agencia Brasil