Pfizer submete resultados da fase 3 de sua vacina contra Covid-19 à Anvisa

A norte-americana Pfizer informou, nesta quarta-feira (25), que submeteu os resultados da fase 3 (a última) de sua vacina contra a Covid-19 à Anvisa, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária para aprovação. As informações são da Globo News. 

O processo é necessário para o registro e posterior aplicação da vacina no país. 

A farmacêutica se reuniu nesta tarde com representantes da agência, nesse processo de submissão contínua, criado pela Anvisa apenas para o caso da vacina contra o novo coronavírus, com o objetivo de agilizar a aprovação de um imunizante.

A Pfizer foi a primeira a concluir a fase 3 e teve 95% de eficácia, segundo a empresa divulgou na semana passada.

Na semana passada, a empresa também informou que teria condições de “imunizar milhões de brasileiros” no 1º semestre de 2021 – mais precisamente em março. A Pfizer explicou também que “elaborou um plano logístico detalhado com ferramentas para apoiar o transporte eficaz, armazenamento e monitoramento contínuo da temperatura da potencial vacina”.

O resultado de 95% de eficácia é considerado excelente. O imunizante se mostrou extremamente seguro. Os efeitos adversos registrados com mais frequência foram muito leves, como dor ou incômodo no local da injeção. Problemas como fadiga e dor de cabeça só foram registrados em 3,8% dos casos e foram fugazes.

A vacina se mostrou igualmente eficaz (94%) entre pessoas com mais de 65 anos, justamente os mais vulneráveis ao novo coronavírus. 

O grande desafio diz respeito ao armazenamento e transporte da vacina, que requer temperaturas de menos 70 graus Celsius para se manter estável. 

 

Fonte: Agencia Brasil