Escritor baiano Itamar Vieira Junior vence Prêmio Jabuti; veja lista

O escritor baiano Itamar Vieira Junior venceu o Prêmio Jabuti, com o romance Torto Arado (Todavia), na categoria Romance Literário. O anúncio foi feito nesta quinta-feira (26). Vieira confirmou o favoritismo e venceu Chico Buarque, Maria Valéria Rezende, Paulo Scott e Adriana Lisboa. Torto Arado narra a resistência de duas irmãs negras que vivem no sertão da Bahia. A obra reflete sobre a ancestralidade negra e as relações e a religiosidade em uma comunidade quilombola.

Itamar Vieira, autor de Torto Arado

A filósofa Djamila Ribeiro ganhou na categoria Ciências Humanas com o livro Pequeno Manual Antirracista. O escritor Laurentino Gomes ganhou na categoria Biografia, Documentário e Reportagem com o livro Escravidão, primeiro volume da série. Os vencedores de cada categoria recebem uma estatueta e R$ 5 mil.

O Livro do Ano foi “Solo para Vialejo”, da pernambucana Cida Pedrosa. A cerimônia on-line foi comandada pela jornalista Maju Coutinho, com transmissão ao vivo pelo Facebook e YouTube da Câmara Brasileira do Livro.

Veja lista de vencedores:

CONTO
“Urubus”, de Carla Bessa (Confraria do Vento)

CRÔNICA
“Uma Furtiva Lágrima”, de Nélida Piñon (Record)

HISTÓRIAS EM QUADRINHOS
“Silvestre”, de Wagner Willian (Darkside Books)

INFANTIL
“Da Minha Janela”, de Otávio Júnior (Companhia das Letrinhas)

JUVENIL
“Palmares de Zumbi”, de Leonardo Chalub (Nemo)

POESIA
“Solo para Vialejo”, de Cida Pedrosa (Cepe Editora)

ROMANCE DE ENTRETENIMENTO
“Uma Mulher no Escuro”, de Raphael Montes (Companhia das Letras)

ROMANCE LITERÁRIO
“Torto Arado”, de Itamar Vieira Junior (Todavia)

ARTES
“AI-5 50 Anos – Ainda Não Terminou de Acabar”, de Gabriel Zacarias, Galciani Neves, Izabela Pucu, Alexandre Pedro de Medeiros, Caroline Schroeder, Carolina de Angelis, Luise Malmaceda, Theo Monteiro, Pedro Borges, Paulo Cesar Gomes, Paulo Miyada e Priscyla Gomes (Instituto Tomie Ohtake)

BIOGRAFIA, DOCUMENTÁRIO E REPORTAGEM
“Escravidão: Do Primeiro Leilão de Cativos em Portugal Até a Morte de Zumbi dos Palmares: Volume 1”, de Laurentino Gomes (Globo Livros)

CIÊNCIAS
“Futuro Presente: O Mundo Movido à Tecnologia”, de Guy Perelmuter (Companhia Editora Nacional)

CIÊNCIAS HUMANAS
“Pequeno Manual Antirracista”, de Djamila Ribeiro (Companhia das Letras)

CIÊNCIAS SOCIAIS
“130 anos: Em Busca da República”, de Edmar Bacha, José Murilo de Carvalho, Joaquim Falcão, Marcelo Trindade, Simon Schwartzman e Pedro Malan (Intrínseca)

ECONOMIA CRIATIVA
“Ecochefs: Parceiros do Agricultor”, do Instituto Maniva (Senac Rio)

CAPA
“Penitentes – Dos Ritos de Sangue à Fascinação do Fim do Mundo”, das capistas Luisa Malzoni, Isabel Santana Terron e Beatriz Matuck (Tempo d’Imagem)

ILUSTRAÇÃO
“Cadê o Livro Que Estava Aqui?”, da ilustradora Jana Glatt Rozenbaum (FTD Educação)

PROJETO GRÁFICO
“Arquiteturas Contemporâneas no Paraguai”, projeto de Maria Cau Levy, Christian Salmeron, Ana David e André Stefanini (Romano Guerra Editora e Escola da Cidade)

TRADUÇÃO
“Bertolt Brecht: Poesia”, do tradutor André Vallias (Perspectiva)

FOMENTO À LEITURA
“Flup – Festa Literária das Periferias”, cujo responsável é Julio Ludemir

LIVRO BRASILEIRO PUBLICADO NO EXTERIOR
“Lorde” do Grupo Editorial Record e Two Lines Press

LIVRO DO ANO
“Solo para Vialejo”, de Cida Pedrosa (Cepe Editora)

Fonte: Correio