Principal cientista de projeto nuclear do Irã é morto em ataque

O principal cientista responsável pelo projeto nuclear do Irã, Mohsen Fakhrizadeh, foi morto nesta sexta-feira (27) em Damavand, na província de Teerã. O Ministério da Defesa do país informou que o cientista estava em um carro quando sofreu um ataque e foi baleado. Socorrido, ele não resistiu aos ferimentos.

Testemunhas relataram que ouviram barulho de explosões, seguido por rajadas de metralhadoras. 

O governo iraniano acusa Isarael pelo ataque. O The New York Times informou que o cientista era um dos principais alvos da Mossad, serviço de inteligência dos israelenses. Procurado, o porta-voz de Benajmin Netanyahu, primeiro-ministro de Israel, disse que não comentaria o caso.

O ministro de relações-exteriores do Irã, Javad Zarif, afirmou que a morte do cientista é “uma covardia” e um “ato terrorista” que seria de responsabilidade de Israel.

“Terroristas assassinaram um eminente cientista iraniano hoje. Esta covardia – com sérias indicações do papel israelense – mostra uma guerra desesperada contra os perpetradores. O Irã apela à comunidade internacional – e especialmente à UE – para acabar com seus vergonhosos padrões duplos e condenar este ato de terror de Estado”, afirmou Zarif.

Fakhrizadeh era apontado como o principal nome no comando de programas secretos do Irã no desenvolvimento de uma ogiva atômica. Ele trabalhou no programa por 20 anos, até que ele foi interrompido de maneira oficial no início dos anos 2000. Mesmo assim, há suspeita de que ele continuou envolvido em planos secretos nucleares do país.

Fonte: Correio