Morre Dom Bonifácio Piccinini, arcebispo emérito de Cuiabá

A Arquidiocese de Cuiabá informou que Dom Bonifácio Piccinini, que estava internado em observação na UTI, desde a segunda-feira, não resistiu e faleceu durante a noite. O governador de Mato Grosso, Mauro Mendes (DEM), decretou luto oficial de três dias, em homenagem ao trabalho realizado pelo religioso ao longo de 45 anos dedicados à Igreja Católica. 

O velório de Dom Bonifácio começou na madrugada deste domingo (29) na Catedral Basílica do Senhor Bom Jesus de Cuiabá. A primeira missa de corpo presente ocorreu às 7h, e a segunda, às 9h. O sepultamento acontece na segunda-feira (30),  na cripta dentro da Catedral Metropolitana.

Dom Piccinini nasceu em 13 de maio de 1929, em Luiz Alves (SC). Fez sua profissão religiosa na congregação dos Salesianos em 31 de janeiro de 1948. Foi ordenado presbítero em 11 de fevereiro de 1960, em Turim (Itália). Em 2 de julho de 1975 foi ordenado bispo coadjutor. Em 31 de agosto de 1975 recebeu sua ordenação episcopal em Lavrinhas (SP).  Foi nomeado com arcebispo em 27 de junho de 1975 e em 15 de agosto de 1981 tomou posse como arcebispo titular. Teve sua renúncia aceita em 9 de junho de 2004. Seu lema episcopal era “Bonum facere parvulis” (fazer o bem aos pequeninos).

Fonte: Agencia Brasil