Carpinteiro baleado em ponto de ônibus de Cajazeiras 11 morre após cirurgia

O homem que foi baleado no ponto de ônibus de Cajazeiras 11, na manhã de segunda-feira (30), não resistiu aos ferimentos e morreu após passar por uma cirurgia no Hospital Eládio Lasserre.

Washington Santos de Oliveira era carpinteiro e aguardava a condução para se deslocar até o trabalho, na Rua Jornalista José Curvelo, quando, por volta de 5h40, foi atingido por um tiro. Inconformados com a violência, parentes, amigos e moradores do bairro fizeram um protesto na manhã desta terça (1º).

O protesto ocorreu no mesmo local onde Washington foi atingido. Além dos gritos por justiça, os manifestantes clamaram por mais segurança no bairro.

“É comum [assaltos] aqui no bairro. Nosso problema maior é que nós não vamos prestar queixa. Então, querendo ou não, a companhia não tem relatório de queixas. Ontem, por causa de um celular, a pessoa tira a vida de um pai de família”, falou Manoel Cedraz, um dos manifestantes, em entrevista à TV Bahia.

O protesto não gerou tumulto para os motoristas que trafegavam pelo local. O sepultamento de Washington será realizado às 15h, no Cemitério Bosque da Paz.

Até o momento, ninguém foi preso.

Fonte: Correio