Em menos de 24h, site tem 35 mil agendamentos para visita à iluminação de Natal

A visitação à Vila da Esperança do Natal, na Praça Dois de Julho, Campo Grande, só pode ser feita com agendamento prévio on-line, como medida para evitar aglomerações. Em menos de 24 horas que a novidade foi anunciada, o site pra agendamento já teve 125 mil acessos e 35 mil inscrições. Alguns dias já tiveram todos os horários de visita esgotados, como 4, 5, 6, 12, 13 e 19 de dezembro. 

Para agendar a visitação em uma das cinco sessões diárias disponibilizadas é necessário acessar o site (clique aqui), informar CPF, e-mail e telefone. As visitas têm duração de 40 minutos e podem ser agendadas para 18h, 18h50, 19h40, 20h30 e 21h20. O horário das 18h é exclusivo para idosos e portadores de deficiência, com direito a um acompanhante, que deve ser informado no momento do cadastramento.

Regras
Os agendamentos são individuais e válidos apenas para uma pessoa e não podem ser transferido. É permitido apenas um agendamento por dia. Quem deixar de comparecer não poderá realizar nova inscrição. Na entrada, é obrigatória a apresentação de documento de identificação com foto e o QR Code disponibilizado no agendamento. Crianças de 3 a 12 anos não precisam de cadastro, mas devem ser informadas como acompanhante no cadastro do responsável. 

Após a visitação novos agendamentos só podem ser feitos após cinco dias. Trinta monitores se revezam no trabalho de visita guiada com o público pelo espaço. Uma sirene será acionada para indicar às pessoas o momento de sair do local para a entrada de um novo grupo 

Vila cheia de luz
A Vila da Esperança possui mais de 1,7 milhão de lâmpadas espalhadas por toda a Praça 2 de Julho. A grande atração é o túnel de luz sincronizado com canções natalinas, todo em LED e que possui 310 metros – um dos maiores do mundo neste gênero. Bem no meio da praça, a árvore de Natal chama a atenção, com seus 22 metros de altura. 

Pelo local, totens de orientação quanto ao distanciamento e álcool em gel estarão disponíveis aos cidadãos, que terão de usar máscara. Não haverá comércio de qualquer produto na Vila da Esperança, como forma de evitar aglomerações.

Fonte: Correio