Presidentes de Brasil e Paraguai visitam obra de 'nova Ponte da Amizade'

O presidente Jair Bolsonaro e seu colega paraguaio, Mario Abdo Benítez, visitaram nesta terça-feira (1) uma ponte em construção na fronteira sobre o rio Paraná e consideraram a obra um reflexo das “excelentes” relações bilaterais. 

“Passados mais de 55 anos desde a inauguração da Ponte da Amizade, nosso Governo está construindo uma nova ponte internacional com o Brasil que ligará as cidades de Presidente Franco e Foz do Iguaçu e impulsionará a economia da Tríplice Fronteira”, disse o Presidente Abdo em sua conta no Twitter. 

Bolsonaro afirmou que esta ponte “é um testemunho do casamento perfeito entre Brasil e Paraguai e fruto das excelentes relações entre os dois governos”. 

O presidente brasileiro evocou o duro momento da pandemia e disse que os dois governos tiveram coragem para enfrentá-lo.

“Pior do que uma decisão mal tomada é uma indecisão”, disse, após fazer alusão à decisão conjunta de reabrir a passagem fronteiriça em setembro, sob certos protocolos sanitários.

O encontro – no qual Bolsonaro não usou máscara e Abdo tirou a sua para o registro de imagens – aconteceu no lado brasileiro da região das Três Fronteiras, próximo à fronteira com o Paraguai e a Argentina.

Abdo e Bolsonaro verificaram o andamento das obras da chamada “Ponte da Integração”, no valor de 84 milhões de dólares e financiada pela binacional Itaipu, que administra a hidrelétrica de mesmo nome e condomínio mútuo, localizada a 20 km de distância. 

As cidades Presidente Franco (Paraguai), Foz do Iguaçu (Brasil)e Puerto Iguazú (Argentina) fazem parte da Tríplice Fronteira entre os países e a nova ponte facilitará a comunicação entre elas. 

O trabalho não sofreu interrupções, apesar do início da pandemia de Covid-19, em março. A estrutura de 760 metros de comprimento é sustentada por duas colunas principais de 174 metros de altura com espaço entre elas de 470 metros de largura e mais de 60 metros de altura por onde passa o canal de navegação. 

É a terceira ligação rodoviária com o Brasil no Paraná.

Abdo destacou que a nova infraestrutura “é um sonho muito aguardado que, além de se tornar uma grande ligação rodoviária, vai descongestionar o trânsito (da Ponte da Amizade) e impulsionar a economia da Tríplice Fronteira”. 

Ambos os governos também planejam erguer uma quarta ponte, Carmelo Peralta-Puerto Murtinho, 600 km ao norte de Assunção, sobre o rio Paraguai, que começará a ser construída em 2021. 

É conhecida como “Rota Bioceânica” e deve ligar o Atlântico brasileiro aos portos chilenos do Pacífico. 

Após a vistoria da obra, os dois governantes tiveram uma reunião privada em um hotel de Foz. 

É o terceiro encontro dos dois na região desde 2019.

Fonte: Agencia Brasil