Com dois de Neymar, PSG bate United e se tranquiliza na Champions

Neymar marcou duas vezes, Marquinhos fez o dele e Fred foi expulso. Em um jogo com protagonismo brasileiro no Old Trafford, o Paris Saint-Germain se manteve vivo para a rodada final da fase de grupos da Liga dos Campeões da Europa e embolou ainda mais a chave H ao derrotar o Manchester United por 3 a 1, na Inglaterra. Agora uma igualdade é suficiente para a classificação.

O resultado, somado ao triunfo do RB Leipzig por 4 a 3 sobre o Istanbul Basaksehir, na Turquia, provoca um empate tríplice no grupo, entre Manchester, PSG e Leipzig, todos com nove pontos. Já o time turco está eliminado, com apenas três. E será exatamente diante do clube de Istambul que o PSG vai jogar na rodada final, na próxima terça-feira, em casa. RB Leipzig e Manchester vão se enfrentar na Alemanha no mesmo dia.

Como o primeiro critério de desempate é o confronto direto, o PSG, que leva vantagem diante do Manchester, só precisa de empate para avançar. É o mesmo cenário para o time inglês, que aplicou 5 a 0 no RB Leipzig no Old Trafford.

Se o PSG chega à rodada final só dependendo de uma igualdade para passar de fase, muito se deve a Neymar. Afinal, na rodada anterior, mesmo sem brilhar, foi dele o gol, de pênalti, da vitória sobre o RB Leipzig. Nesta quarta-feira, fez mais. Marcou duas vezes, o primeiro e o terceiro gols do seu time, e ainda participou das principais ações ofensivas da equipe. Marquinhos também foi decisivo para o PSG, marcando o gol de desempate diante do Manchester, que teve o brasileiro Fred expulso na sequência. O gol do United foi do português Danilo Pereira, contra.

Depois do triunfo sobre o United, Neymar disse que não pensa em jogar a Liga Europa, competição para qual o terceiro colocado de cada grupo se classifica. O brasileiro também falou sobre assumir a responsabilidade em jogos decisivos.

“Falei que, se não mudasse nossa atitude, poderia desistir, mas mudamos. Nunca me vi fora da Champions, nunca me vi jogando Liga Europa. Nunca me passou na minha cabeça”, afirmou Neymar em entrevista ao Esporte Interativo.

“Sempre passou na minha cabeça que, nesses momentos de dificuldade, eu consigo crescer, consigo chamar responsabilidade”, seguiu o astro, que aproveitou para esclarecer comentários feitos quando o time estava com a vida complicada na competição.

Fonte: Correio