Massagens relaxantes e terapêuticas melhoram qualidade do sono e estado de ânimo

As massagens auxiliam as pessoas que as recebem a ter mais disposição física e mental. No momento de pandemia em que estamos passando, o estresse tem sido um forte inimigo. Com ele, abrem-se brechas para a entrada de diversos problemas de saúde, como dores musculares, nevralgias e até depressão.

Sessões de massagem promovem sensação de bem-estar e melhoram a qualidade do sono, auxiliando pessoas que sofrem com insônia. Da mesma forma, aumentam a disposição para exercer as atividades do cotidiano.

As técnicas ajudam, por exemplo, a liberar hormônios, como a ocitocina. Sua função é promover as contrações musculares uterinas; reduzir o sangramento durante o parto; estimular a libertação do leite materno; desenvolver apego e empatia entre pessoas; produzir parte do prazer do orgasmo; e modular a sensibilidade ao medo. Além disso, ajudam a combater a tensão muscular e a estabilizar a pressão arterial e, claro, diminuem “medidas”.

Outro hormônio bastante conhecido é a serotonina, que representa um papel importante no sistema nervoso central como neurotransmissor na inibição da ira, agressão, temperatura corporal, humor, sono, vômito e apetite. Estas inibições estão diretamente relacionadas com os sintomas da depressão. Mas as massagens e os exercícios físicos, além da atividade sexual, ajudam a liberar essa importante substância.

Existem diversos tipos de massagem, como as realizadas com óleos essenciais e estimulantes, aromaterapia, pedras quentes, bambus ou somente com a ponta dos dedos. Algumas se destacam, principalmente por beneficiar o sono.

As massagens com óleos essenciais, por exemplo, ajudam a relaxar os músculos, estimulam a circulação sanguínea e linfática, deixando a pessoa revigorada e motivada a fazer as suas atividades diárias. É possível usá-los como aromaterapia, inspirando profundamente essa mistura de óleos, parar a respiração durante 10 a 20 segundos, e depois respirar normalmente. 

Outra massagem que vem ganhando espaço é a tântrica, que busca refinar a sensibilidade, a fim de expandir e intensificar a sensação orgástica, encadeando diversos agrupamentos musculares na reação bioelétrica do orgasmo. Alguns tipos dessa massagem também buscam tonificar e fortalecer os músculos genitais de homens e mulheres. A técnica tem efeito terapêutico, pois energiza os chakras e regula a produção hormonal. E mais: tem efeito meditativo, de expansão da consciência e da percepção.

Entretanto, ela não deve ser confundida com o sexo tântrico. A massagem, embora lide com a energia sexual, propõe uma quebra de paradigmas e conceitos ligados à sexualidade. Até porque não poderia acontecer em uma relação sexual comum.

Fonte: Correio