Bahia abre centros de pesquisa aos russos para acelerar certificação da Sputnik V

O governador Rui Costa se reuniu com representantes do fundo soberano da Rússia (RDIF) para discutir o andamento do processo de aprovação regulatória da vacina Sputnik V, que se encontra em fase final de testes.

A conversa ocorreu nessa quarta-feira (9), quando o chefe do executivo estadual “as negociações com a Anvisa estão avançadas” e o Governo da Bahia torce para que a vacina seja cerificada “com a maior brevidade possível”.

Politização da vacina
Rui também revelou que durante a reunião, ofereceu apoio de dois centros baianos de pesquisa. A ideia é que os locais sejam usados para a realização de estudos da vacina na população brasileira, etapa necessária para a certificação da Anvisa. “Estamos cobrando rapidez ao Governo Federal. Vacina é para salvar vidas, não para fazer política”, declarou o governador.

Ele também adiantou que pretende recorrer ao Supremo Tribunal Federal (STF), caso esse processo sofra algum tipo de atraso por questões políticas.

“Se a Anvisa demorar na certificação das vacinas já existentes, assim que a primeira delas for aprovada por qualquer órgão internacional, eu irei ao STF para garantir a vacinação contra a covid19 na Bahia”, concluiu Rui, em postagens nas redes sociais nesta quinta.

Um acordo entre os governos baiano e russo prevê acesso preferencial da Sputnik V e produção de 50 milhões de doses no estado.

Fonte: Correio