Câmeras de segurança apontam que ninguém entrou no apartamento de casal morto

Um fonte do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) confirmou à reportagem do CORREIO que as câmeras de segurança do condomínio Le Parc, na Paralela, onde o prefeito e a primeira dama da cidade de Conceição de Feira foram encontrados mortos na manhã dessa sexta-feira (11), mostraram que ninguém entrou no apartamento do casal.

Mais cedo, um áudio de um morador circulou no grupo de mensagens do condomínio informando que um homem teria chegado ao local com um carro oficial da Prefeitura de Conceição de Feira e, mesmo sendo barrado pela equipe de segurança na portaria, teria aproveitado a entrada de um morador para ter acesso ao prédio, invadir o apartamento e matar o casal. 

A fonte do DHPP afirmou que essa informação é um boato. A Policia Civil (PC) informou que a delegada Milena Calmon, titular da 1ª Delegacia de Homicídios (DH/Atlântico) vai aguardar os laudos periciais para complementar a apuração e entender a dinâmica dos fatos ocorridos. 

Ainda segundo a PC, o casal Raimundo da Cruz Bastos e Elba Rejane Silva foi encontrado morto na manhã de hoje, vítimas de disparos de arma de fogo. A hipótese inicial é de que Raimundo tenha baleado Rejane e depois se suicidado. 

A equipe do Serviço de Investigação de Local de Crime (Silc/DHPP) foi acionada por volta de 11h e realizou levantamento cadavérico, junto a equipes do Departamento de Polícia Técnica (DPT). A arma do crime, encontrada no local, já foi encaminhada para exames, informou o órgão. 

Possíveis testemunhas do fato já também foram ouvidas, nesta sexta, no DHPP. Familiares também devem ser ouvidos ao longo da próxima semana.

Segundo vizinhos, o casal não morava em Salvador, mas tinha um apartamento na Torre 9 do Condomínio Le Parc, que era utilizado como suporte para as ocasiões em que eles estavam na capital baiana. Não há relatos de brigas anteriores ao ocorrido, mas amigos da família contaram que o casal estava em processo de separação e vinha se desentendendo recentemente.

*Com orientação da subchefe de reportagem Monique Lôbo.

Fonte: Correio