Edgard Abbehusen: 'De um jeito ou de outro: o que é seu chegará até você'

No tempo certo ninguém impede e nada atrapalha. Se você pensar direitinho, essa frase faz muito sentido. O que tiver de ser, será. E sempre tem uma história na sua vida para provar o sabor desse clichê. Quando tem que ser, não tem jeito. Pode parecer impossível.

Pode um morar no norte e o outro morar no sul. Pode acontecer várias coisas que te levem a falar a palavra nunca, mas a verdade é que a gente nunca sabe ao certo as surpresas que o destino apronta. Se você pensar direitinho, essa história já aconteceu com você.

Um caso simples ou complicado demais. Aquele que você para e pensa: “poxa! Tinha tudo para dar errado e deu certo”. Ou então: “poxa, se aquilo que eu queria tivesse dado certo, eu hoje estaria ferrado”.

Leia mais colunas de Edgard Abbehusen exclusivas para o CORREIO 

Eu não sei qual a sua fé, se você acredita em Deus, deuses ou orixás. Se você acredita em vida após a morte. O que eu sei é que esse clichê vai se afunilando entre crenças e certezas. Ganha força na medida das nossas vivências. No fundo, a gente sempre sabe.

Quando tiver que ser, quando tem que ser, nada impede e ninguém atrapalha. Simplesmente acontece. Encontros, reencontros, viagens, conquistas, vitórias… Tudo acontece. O não vira livramento. A perda vira um troféu. O que não deu certo nos mostra um novo caminho. De um jeito ou de outro: o que é seu chegará até você.

Na hora certa.

*Edgard Abbehusen é escritor, compositor, redator, baiano, criador de conteúdo afetivo e  autor de livros; Ele  publica textos exclusivos aos domingos no site do CORREIO e redes sociais Acompanhe Edgard no Twitter e Instagram

Fonte: Correio