Fim do sonho: Bahia perde para o Defensa e é eliminado na Sula

O sonho da Sul-Americana chegou ao fim para o Bahia. Na noite desta quarta-feira (16), o tricolor voltou a perder para o Defensa y Justicia, dessa vez por 1×0, no estádio Norberto Tomaghello, em Florencio Varela, na Argentina, e foi eliminado nas quartas de final do torneio.

O tricolor entrou em campo precisando vencer por dois gols de diferença ou placar a partir de 4×3, já que havia perdido o jogo de ida por 3×2, na Fonte Nova, mas abusou de perder chances, foi castigado no fim com o gol marcado por Braian Romero, e acabou ficando pelo caminho.

Garantido na semifinal, o Defensa y Justicia agora espera o vencedor de Junior de Barranquilla e Coquimbo para saber qual será o adversário. Já o Esquadrão passa a focar apenas no Campeonato Brasileiro.

Pressão tricolor
A única novidade que Mano Menezes preparou para o confronto foi a entrada do colombiano Ramírez como meia armador. Apesar da necessidade vencer, o Bahia iniciou o duelo de forma tímida, aceitando a marcação do adversário. Tanto que a primeira boa chance só saiu aos nove minutos, no chute cruzado de Élber.

Administrando a vantagem construída no primeiro jogo, o Defensa se limitava a tentar encaixar o contra-ataque. Enquanto isso, o tricolor passou a se soltar e buscar os espaços na marcação argentina. Quando achou, Ramírez recebeu de Gregore dentro da área e de cara com o goleiro chutou por cima, desperdiçando uma chance incrível.

O Esquadrão seguiu criando boas oportunidades. Aos 30 minutos foi a vez de Élber não aproveitar o contragolpe e parar no goleiro Usain. No rebote, Gilberto tentou de longe, mas mandou para fora. Depois foi a vez de Juninho Capixaba e Ronaldo experimentarem de fora da área.

Aos 42 minutos o Bahia teve a melhor chance do primeiro tempo. Rossi recebeu livre na pequena área, mas a finalização parou na trave. Na volta, o próprio Rossi tentou de novo, mas a bola explodiu na marcação. O Bahia chegou a pedir um toque de mão, mas a arbitragem mandou seguir.

Castigo no fim
O Bahia voltou para o segundo tempo sem mudanças, mas foi o Defensa y Justicia que começou assustando. Com apenas dois minutos, Braian Romero ficou no mano a mano com Ernando, se livrou do marcador, mas pegou mal na bola.

A resposta do Bahia foi imediata. Na escapada em velocidade, Capixaba lançou Élber. Mesmo marcado, o atacante invadiu a área, mas chutou fraco e facilitou a defesa de Usain.

No duelo aberto, as chances apareceram para os dois lados, mas faltava acertar a pontaria. Quando Nino falhou no corte, Pizzini recebeu livre, mas mandou para fora. Depois foi a vez de Douglas crescer nos pés de Braian Romero e salvar o tricolor.

Do outro lado, Gilberto foi quem teve a chance, mas de frente para o gol mandou para fora. A situação ficou ainda mais complicada para o Bahia a partir dos 25 minutos. Rossi fez gesto obsceno e foi denunciado pelo árbitro de vídeo. O juiz de campo foi para o monitor e expulsou o atacante. O tricolor ficou apenas quatro minutos com a inferioridade numérica. Aos 29, Acevedo fez falta dura, recebeu o segundo amarelo e foi expulso também. 

Já nos minutos finais, Mano partiu para o tudo ou nada e colocou Zeca, Rodriguinho e Daniel no jogo. As mudanças não surtiram muito efeito. Para piorar, o Defensa ainda conseguiu balançar as redes. No vacilo da defesa tricolor, Walter Bou deu passe açucarado para Braian Romero invadir a área e tocar na saída de Douglas, aos 41 minutos do segundo tempo, sacramentando a eliminação do Esquadrão.

Fonte: Correio