Doria convida Lula, Dilma e FHC para tomarem vacina em São Paulo

O governador de São Paulo, João Doria, convidou todos os ex-presidentes do Brasil, desde a redemocratização, para tomarem doses da vacina contra o coronavírus no estado que governa. Entre eles, os ex-presidentes Lula e Dilma, antigos desafetos do governador.

A ideia de Doria é que os ex-presidentes possam tomar doses da Coronavac, vacina desenvolvida pelo laboratório chinês Sinovac, no início do cronograma de imunização em São Paulo, previsto para 25 de janeiro.

A informação foi divulgada pela revista Veja. Ainda segundo a revista, os ex-presidentes José Sarney, Fernando Henrique Cardoso e Michel Temer devem participar. Em contato com o UOL, a ex-presidente Dilma confirmou o convite, mas informou que como mora em Porto Alegre, não pretende ir a São Paulo tomar a vacina, mas disse que se Doria enviar a vacina, tomará com satisfação.

De acordo com a Folha de S.Paulo, a assessoria do ex-presidente Lula não confirmou o convite, mas afirmou que o presidente tomará a vacina do Instituto Butantan assim que ela estiver dispoível. O senador Fernando Collor ainda não confirmou a presença.

A ideia é que os chefes de estado passem tranquilidade e confiança para a população. Nos Estados Unidos, Barack Obama, Geroge W. Bush e Bill Clinton, três últimos presidentes antes de Donald Trump, se oferecem para tomar vacina contra covid-19 em público para mostrar à população que a vacina é segura. Nesta sexta, 17, o atual vice-presidente Mike Pence foi vacinado em um evento com transmissão ao vivo.

Fonte: Correio