Saturno e Júpiter têm menor distância em 400 anos; saiba como ver o alinhamento

No próximo dia 21, os planetas Júpiter e Saturno estarão na menor distância entre eles desde 16 de julho de 1623. O fenômeno, raríssimo, ocorre durante a aproximação dos dois astros – que se repete a cada 20 anos – e marcará distância de seis minutos de arco. Para comparação, o diâmetro de Júpiter, o maior planeta do sistema solar, é de 30 segundos de arco. 

Em Belo Horizonte, a dica para observar o fenômeno, explica o coordenador do Observatório Astronômico da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Renato Las Casas, é acostumar o olho observando a aproximação dos planetas em dias anteriores ao ápice. 

“Qualquer lugar que você possa ver o por do sol é ideal para observar. Olhe para o lado onde o sol se pôs, assim que escurecer, perto da linha do horizonte. Você vai ver dois próximos, menos de 1 grau um do outro. No dia 21, eles vão atingir a menor distancia, e dia 22, voltam a se distanciar”, aconselha. 

Não haverá um momento quando os dois pontos luminosos se transformarão em um, alerta o professor. Será possível visualizar – e registrar, com o celular, por exemplo – o fenômeno a olho nu. Contudo, com um pouco mais de equipamento, como um telescópio ou uma câmera com uma lente telefoto, existirá a possibilidade de fotografar os dois planetas em um mesmo frame, com os anéis de Saturno e as linhas de Júpiter em destaque.

A aproximação dos planetas será visível durante todo o dia, em especial pela noite. “Em maio de 2000, a aproximação foi de 1 grau e 9 minutos de arco. Em outubro de 2040, vai ser de 1 grau e 8 minutos. Em março de 2080, vai ser novamente seis minutos de arco. Aproximadamente daqui a 400 anos ela vai se repetir”, conclui o físico. 

Fonte: Agencia Brasil