11 cães filhotes são apreendidos com sinais de maus tratos na Bahia

Onze filhotes de cachorro e 10 pássaros foram resgatados pela Polícia Rodoviária Federal em Luís Eduardo Magalhães, no oeste baiano, na tarde da segunda-feira (21). 

Os animais, que tinham sinais de maus tratos, estavam em um Fiat Uno que foi abordado por uma equipe da PRF no KM 193 da BR-020, no trecho da cidade. Dois homens estavam no carro.

Durante os procedimentos de fiscalização, os agentes encontraram 7 filhotes de cães da raça shitzu e mais 4 da espécie lulu da Pomerânia. Os animais estavam acondicionados em quatro compartimentos no banco de trás do veículo.

No porta-malas, eles encontraram uma gaiola com pássaros que estava dentro de uma bolsa, o que impedia a entrada de ventilação, prejudicando a respiração dos animais.

Os dois foram encaminhados à delegacia da cidade para adoção das medidas cabíveis. Os animais foram entregues a um órgão ambiental competente, que tomará os cuidados devidos.

Outras apreensões
Em agosto, 66 cães shitzu foram apreendidos na Bahia. A Polícia Rodoviária Federal (PRF) recebeu a denúncia de que um homem havia abandonado os três filhotes na rodovia. Imediatamente, a equipe saiu em busca do veículo que era usado, um Prisma, localizado na altura do KM 250.

No carro, dirigido por um homem de 56 anos, estavam amontados os 63 filhotes, em 13 caixas de plástico e uma de papelão, espalhadas pelos bancos e porta-malas. Debilitados, os animais tinham sinais de desidratação.

Animais estavam amontoados em caixas (Foto: Divulgação/PRF)

O motorista confirmou que tinha abandonado três animais no percurso – que também foram resgatados. Ele apresentou algumas cadernetas de vacinação, alegando serem dos animais que levava. Entregou também uma cópia de um atestado sanitário para trânsito de cães e gatos, mas não soube dizer onde estava o original.

O suposto documento não tinha informações claras e não dizia a quantidade de animais a serem transportados, além de não de haver nenhuma vinculação direta com os cães no veículo.

O motorista contou que trazia os animais de Goiânia (GO) para venda em petshops de Salvador, Recife e Petrolina, as duas últimas em Pernambuco.

A situação foi considerada maus-tratos de animal doméstico, crime previsto na Lei Ambiental. Um termo circunstanciado foi lavrado para o homem,que foi liberado em seguida. 

Fonte: Correio