'Revoltada', diz organizadora da festa de Carlinhos Maia ao negar infecção em massa de funcionários

A cerimonialista Aninha Souza, que produziu o Natal da Vila, festa organizada pelo humorista e influenciador Carlinhos Maia, em 18 de novembro, negou que 47 funcionários do evento tenham sido contaminados pelo coronavírus no festejo. Em uma série de stories no Instagram, ela afirmou estar “revoltada” e disse que as informações sobre a contaminação são mentirosas já que ela não teria encontrado uma só pessoa que trabalhou na festa contaminada.

“Não dou trela para site de fofoca, mas fiquei revoltada. Pelo amor de Deus, não falem o que vocês não sabem. Não sou irresponsável não, pós evento, a gente falou com todos os fornecedores que estavam sob minha coordenação. Tenho contato de todos e dos colaboradores também”, reclamou Aninha.

As informações sobre a contaminação são do colunista Erlan Bastos, do Observatório dos Famosos. Se dirigindo aos sites que postaram a notícia, a cerimonialista pediu que os profissionais não “destilem o seu veneno” e garantiu que a “maldade não vai atingir a alegria das pessoas que estão desfrutando do que ganharam com o trabalho”.

Antes de começar a falar nos stories, Aninha republicou a postagem do UOL com a coluna comentando que dói ler e aceitar certas coisas calada. Ela pediu mais amor e disse ter recebido feedbacks dos fornecedores e seus funcionários agradecidos e mostrando as compras que foram feitas com o dinheiro ganhado com a festa.

“O que eu recebi ontem foram vídeos de pessoas comendo, bebendo, tomando cachaça e se divertindo com a família. Não adianta vocês quererem destruir algo que foi para o bem de muitos. A gente não se preocupa só com convidado, nos preocupamos com o fornecedor também. Não tem coisa pior no mundo do que mentira e não poder subir e dizer cale a sua boca que você não sabe e está errado”, disse em uma das publicações.

Ela ainda postou alguns prints de conversas com pessoas que atuaram nas festas. Em todos eles, os trabalhadores afirmaram não estar doentes e não ter recebido aviso dos seus funcionários sobre uma contaminação pela Covid-19.

Em uma das mensagens postadas, um integrante da empresa RLX afirmou não ter ficado doente: “trabalhei 17 dias direto em Penedo, no início da obra e na montagem do nosso material, com 12 homens e não tem ninguém, nem uma gripe pegou. Pelo contrário, todo mundo feliz por ter trabalhado e conseguido fazer seu natal. Nós da RLX só temos a agradecer a Aninha Souza e ao Carlinhos Maia por nos proporcionar nosso fim de ano com chave de ouro”.

Maia ataca outros influenciadores
Um dos stories foi repostado Carlinhos Maia. Na tarde desta sexta-feira, o humorista usou o Twitter para rebater críticas feitas por famosos. O primeiro a receber a resposta foi o influencer Felipe Neto, que tinha chamado o organizador da festa de “demonho”.

Em resposta, Maia afirmou: “Demônio é seu c*, uma peste dessa que passou a vida toda falando mal de todo mundo. Errado pra caralho tbmmm, vive julgando os outros!! Sai do meu pé chulé”. O humorista ainda pediu “Bença Vó” quando Neto respondeu a primeira ofensiva com a palavra “adulto”.

O também humorista Rafinha Bastos recebeu um “espere sentado fedorento” após escrever “esse Carlinhos Maia tem que acabar”. Já o influencer Felipe Castanhari foi criticado com um “lá vem o frank sten jr” depois de postar “o mundo é um pouco pior com o Carlinhos Maia”.

Fonte: Correio