Polícia encerra festa na casa de praia de Elba Ramalho em Trancoso

A Polícia Militar acaba de encerrar uma festa clandestina que estava acontecendo, na noite desta terça-feira (29), na casa de praia da cantora Elba Ramalho, em Trancoso, no sul da Bahia. De acordo com informações preliminares passadas ao site Alô Alô Bahia, cerca de 400 pessoas participavam do evento. 

Mesmo sendo da cantora, a residência estava alugada para um grupo de São Paulo. Em contato com o site Alô Alô Bahia, a Polícia Militar confirmou a informação.

Uma fonte na cidade, sob a condição de anonimato, nos contou que a aglomeração era grande inclusive do lado de fora da casa. “Não dava nem para passar na entrada da residência do tanto de gente que tinha na porta”, contou.

A batida policial ocorre horas após o Tribunal de Justiça da Bahia (TJBA) voltar a proibir festas em Porto Seguro, onde fica Trancoso, neste período de fim de ano. A decisão foi da desembargadora Cinthya Maria Pina Resende, que derrubou decisão contrária do juiz plantonista da Comarca de Porto Seguro que autorizou a realização de eventos festivos com até 200 pessoas. 

A decisão ocorreu após pedido da Procuradoria Geral do Estado (PGE), sob expressa solicitação do governador Rui Costa, que na véspera já havia avisado que o governo iria recorrer.

De acordo com a desembargadora, é o TJBA que deve conhecer e julgar demandas envolvendo os municípios do estado.

Quase sem leitos

Em Porto Seguro, segundo dados da Secretaria da Saúde do Estado (Sesab), o Hospital Neuroccor, único com leitos reservados para pacientes com covid-19 na cidade, está com 80% dos leitos de UTI adulto ocupados. Dos dez totais, apenas dois estão livres, informa o jornal Correio*.

Já de acordo com a TV Bahia, a taxa de ocupação de leitos gerais do Hospital Luís Eduardo Magalhães, em Porto Seguro, está em 100%.
 

Fonte: Correio