Salvador: ternos de Reis são cancelados, mas festa é mantida com limitações

 A tradicional Festa de Reis acontecerá de maneira diferente em 2021 em função da pandemia no novo coronavírus.  Com o tema central “Glória a Deus no mais alto dos céus, que nos deu o Seu Filho Jesus. Só a Ele o nosso louvor e gratidão”, a Paróquia Nossa Senhora da Conceição (Lapinha) realiza o tríduo em preparação à Solenidade da Epifania do Senhor – Festa de Reis. De 2 a 4 de janeiro, mediante agendamento prévio, até 100 fiéis poderão participar do tríduo, sempre às 18h; e no dia 3, além do tríduo, também será celebrada a missa, às 8h.

A cada noite será abordado um subtema: “Epifania do Senhor, catequese do caminho, verdade e vida” (1ª noite); “Celebrar os Reis, manifestação de um povo eleito para o seu Deus” (2ª noite) e “Festa de Reis: a identidade da paróquia resplandece” (3ª noite).

Já no dia 5 de janeiro, haverá uma programação especial: será celebrada a missa, às 18h. Por volta das 20h terá início a Carreata da Bênção – o padre abençoará os comércios e as casas do bairro; e as famílias são convidadas a arrumar os presépios nas sacadas das janelas. No dia festivo, 6 de janeiro, haverá a alvorada às 6h e missas às 8h e às 18h. Não haverá desfile dos tradicionais ternos de Reis. 

De 2 a 5 de janeiro, durante as celebrações, os fiéis que estiverem presentes fisicamente poderão realizar gestos concretos, por meio da doação de leite em pó (dia 2), toalha de banho (dia 3), fraldas geriátricas (dia 4) e produtos de limpeza (dia 5). Para participar presencialmente, é necessário entrar em contato com a secretaria pelo telefone (71) 3248-9108. Para quem é do grupo de risco, haverá transmissão, ao vivo, pelo Youtube [para localizar o canal, o internauta deve inserir o nome da paróquia na caixa de busca].

A Solenidade da Epifania do Senhor, também conhecida como “Dia de Reis”, ou “Dia dos Santos Reis”, comemorado em 6 de janeiro, tem origem na tradição católica que lembra o dia que Jesus Cristo, recém-nascido, recebeu a visita de três Reis Magos: Belchior, Gaspar e Baltazar, vindos do Oriente, guiados por uma estrela. Os três Reis Magos levaram a Jesus ouro, incenso e mirra, que representam as três dimensões de Cristo: a realeza, a divindade e a humanidade (o óleo da mirra servia para embalsamar os mortos). Tais presentes simbolizam, ainda, o futuro da missão de Jesus.

A intenção dos evangelistas ao mostrar os magos vindos do Oriente foi ensinar que o Cristo veio não apenas para o povo de Israel, mas para todos os povos e nações do mundo. A festa popular – também conhecida como Folia de Reis – foi trazida ao Brasil pelos colonizadores portugueses e até os dias atuais é tradição em regiões como o Nordeste, São Paulo e Minas Gerais.

Fonte: Correio