Sextou com fé: fiéis lotam colina sagrada pedindo proteção e restauração da saúde em 2021

Fazendo jus à tradicional máxima que diz “quem tem fé, vai a pé”, a colina sagrada amanheceu nesta sexta-feira, 1º de janeiro, com um grande número de pessoas que foram fazer seus agradecimentos e pedidos ao Nosso Senhor do Bonfim. Com missas sendo realizadas em quatro horários pela manhã e mais quatro pela tarde, cidadãos de inúmeros locais de Salvador e da Bahia, além de uma vasta quantidade de turistas, colocaram sua fé em prática nas celebrações que ocorrem praticamente ao ar livre, devido a pandemia da covid-19. 

As celebrações desta sexta seguiram os protocolos necessários para evitar a proliferação do coronavírus. As tradicionais caixas para colocação dos pedidos escritos foram retiradas, no entanto foram disponibilizadas algumas caixas próximas à imagem do Senhor do Bonfim para que os fiéis coloquem fitinhas com o número de nós correspondente a seus pedidos. Além disso, a entrada na basílica foi controlada, sendo permitida apenas nos intervalos das missas por uma via lateral. Além disso, as cerimônias foram transmitidas on-line, para quem não pôde comparecer ao local. 

O fim da crise sanitária provocada pelo coronavírus é o principal pedido da maioria das pessoas que se dirigiram à Basílica Santuário Senhor Bom Jesus do Bonfim  na manhã soteropolitana ensolarada. Apesar das dificuldades vividas no ano de 2020, seja por conta das consequências de saúde causadas pela pandemia ou até mesmo pela crise econômica gerada pelo vírus, o sentimento geral é de quem em 2021 essa turbulência será superada, especialmente com o desejo geral de que a vacina contra o coronavírus chegue ao Brasil.

Arisson Marinho/CORREIO

Acompanhado de seu filho, Alberto Nascimento, 40, afirma que tem dois pedidos para o ano de 2020. O primeiro, que considera unânime, é a restauração da saúde para todas as pessoas, através do fim da pandemia. Já o segundo é que as pessoas aprendam com os erros cometidos e que elas tentem ser mais humanas, pois a desumanidade acaba gerando desrespeito entre os iguais, causa que gera grande parte dos problemas da sociedade. “Com fé em Deus e no Senhor do Bonfim, vai acontecer”, conclama. 

Dona Marilúcia Castro, autônoma, tem como tradição de anos comparecer sem falta à Colina Sagrada, para agradecer pelas graças concedidas no ano que se passou e pedir novas bênçãos para o ano que se inicia. Frequentadora assídua da Igreja do Senhor do Bonfim, Marilúcia reforça o coro de pessoas que pedem uma vacina contra a covid-19, para que o fim da crise sanitária possa efetivamente acontecer. “Essa vacina é a coisa que mais precisamos nesse 2021”, afirma. 

Conhecendo Salvador pela primeira vez, o paraibano Fagner Figueiredo veio direto de Campina Grande, acompanhado de sua esposa, para fazer seus pedidos para 2021. “Espero que daqui pra frente chegue a vacina, é a única opção que temos para termos uma vida melhor. Além disso, também estou pedindo e desejando muita saúde, luz e paz para todas as pessoas”, afirmou o turista, que chegou em Salvador na quarta-feira (30).

O casal Jailton e Ediane Boaventura fizeram presença na Igreja do Senhor do Bonfim e fizeram questão de agradecer pelo novo ano que se inicia. Em relação aos desejos para 2021, um acaba chamando a atenção: o pedido para que os governantes, em todos os níveis — municipal, estadual e nacional —, parem de “se preocupar com política” e que foquem no que realmente importa neste momento, que é a saúde. “Além disso, também desejamos um ano melhor para todos, com muito amor, paz, saúde e livramentos. O Senhor do Bonfim com certeza irá nos agraciar com 365 dias maravilhosos”, ressalta Ediane. 

Lavagem do Bonfim
Um dos principais marcos do verão baiano, a Festa do Senhor do Bonfim, que acontece entre os dias 8 e 17 de janeiro, terá uma série de adaptações por conta da pandemia da covid-19. As celebrações serão realizadas dentro da Basílica Santuário Senhor Bom Jesus do Bonfim, com o acesso por ordem de chegada e transmitidas através da WebTV do Bonfim (canal do YouTube) e das redes sociais do Santuário.

Os festejos têm início com a abertura da novena no dia 8 de janeiro, que segue até o dia 16, sempre às 19h. As reflexões durante as celebrações preparatórias para a festa terão como tema ‘Senhor do Bonfim, abraçar a Sua cruz fortalece a fé, liberta do medo e renova a nossa esperança’ e o lema: “Tende coragem! Eu venci o mundo!”.

A cada noite da novena, os fiéis prestarão homenagens aos trabalhadores que atuaram e continuam atuando nos serviços essenciais neste período da pandemia, às pessoas curadas da covid-19, aos familiares de vítimas fatais da covid-19, às pessoas que fizeram a experiência diferenciada do distanciamento e do isolamento social.

Arisson Marinho/CORREIO

Durante a festa de Bom Jesus dos Navegantes, realizada na manhã desta sexta-feira, Dom Sérgio da Rocha, Arcebispo de São Salvador da Bahia e Primaz do Brasil, comentou sobre as mudanças nas celebrações do Senhor do Bonfim. Ele ressaltou que apesar das modificações, os princípios, valores e simbolismo da ocasião permanecem os mesmos, especialmente por se tratar de uma medida que acaba salvando vidas.

“A preparação para a festa do Senhor do Bonfim é acima de tudo espiritual. Estamos ajudando as pessoas a se prepararem para a festa através dos meios de comunicação e das redes sociais, já que não vamos poder ter a festa como ela ocorria tradicionalmente. Nossa maneira de louvar a Deus é cuidar da vida que é dom de Deus. Não vamos pôr vidas em risco. Nós temos muitos meios para poder expressar essa proximidade paterna, afetuosa, sem colocar em risco a saúde”, afirmou Dom Sérgio.

No dia 14 de janeiro, data que seria dedicada a tradicional lavagem das escadarias da Basílica, a imagem peregrina do Senhor do Bonfim, sairá da Matriz da Paróquia Nossa Senhora da Vitória, às 8h, em carro aberto rumo à Colina Sagrada, passando em frente à Basílica Santuário Nossa Senhora da Conceição da Praia, seguindo o mesmo percurso do cortejo da lavagem.

No dia 17 de janeiro, dia da Festa do Senhor do Bonfim, a programação terá início com o repique dos sinos da Basílica, às 5h. Não haverá queima de fogos em respeito aos doentes nos hospitais próximos à Igreja. Às 10h30, o Arcebispo de Salvador e Primaz do Brasil, Cardeal Dom Sérgio da Rocha, presidirá a Missa Solene e ao final da celebração concederá a Bênção Apostólica com Indulgência Plenária. Por fim, a imagem peregrina do Senhor do Bonfim sairá em carreata pelas ruas da capital baiana.
 

Fonte: Correio