Audi atualiza a RS 4 Avant

O mercado das station wagons, as populares peruas, está em baixa no Brasil, mas ainda muito apreciado na Europa. Graças a isso, nosso país recebe a RS 4 Avant que acaba de ser atualizada. Entre as novidades, estão o conjunto ótico com faróis LED Matrix de série e novo sistema MMI touch.

Sob o capô, está um motor V6 biturbo de 2.9 litros que entrega 450 cv de potência e 61 kgfm de torque. Essa potência é domada por uma transmissão automática de oito velocidades e chega ao piso por meio da tração integral quattro. Na direção normal, o sistema fornece mais potência ao eixo traseiro. Seu diferencial central puramente mecânico direciona 60% do torque para o eixo traseiro e 40% para o dianteiro. Mas, a depender da necessidade, pode variar de até 70% para a frente ou até 85% para o eixo traseiro.

Mas nem tudo é performance, o acabamento é refinado e o sitema de som é da Bang & Olufsen. Para ampliar a segurança em caso de distração do motorista, há piloto automático adaptativo e aviso de saída de faixa. Custa R$ 585.990 e o cliente pode gastar mais de R$ 100 mil em opcionais. Entre os destaques está a pintura Exclusive (R$ 37 mil) e os freios de cerâmica(R$ 60 mil).

FUSCA 75 ANOS
A produção em série do Fusca, inicialmente chamado de Volkswagen Type 1, completou 75 anos no último domingo. Até 2003, quando a fabricação no México foi encerrada, foram feitas 21.529.464 unidades em todo o mundo.

Por muito tempo ele foi o carro mais vendido da história até ser superado pelo Toyota Corolla.

TROCA DE ELÉTRICOS
Lançado em 2014, o e-Golf se despediu oficialmente da linha de montagem. O hatch abriu espaço na fábrica de Dresden, no leste da Alemanha, para outro elétrico, o ID.3.

Na Europa, o ID.3 custa 30 mil euros, o equivalente a R$ 202 mil. Na versão inicial o motor rende 126 cv e bateria de 45 kWh possibilita rodar até 330 km.

Existem também opções com 204 cv de potência com baterias mais robustas, que elevam a autonomia para 550 km.

SEM POLÊMICA
Apresentado como modelo 2022, o Eclipse Cross adotou uma traseira mais convencional, abandonando o vidro duplo, e teve leve mudanças na dianteira.

Na mecânica a novidade no SUV da Mitsubishi é estreia de uma motorização híbrida.

DUAS RODAS
Das 10 motocicletas mais vendidas em 2020 no Brasil, sete foram da Honda. Pela ordem, as mais vendidas no ano passado foram: Honda CG 160, Honda Biz, Honda NXR, Honda Pop 100i, Honda CB 250 F Twister, Honda PCX 150, Yamaha Fazer 250, YBR 150, Yamaha XTZ 150 e Honda XRE 300.

SITUAÇÃO DELICADA
Depois de não conseguir honrar empréstimos acumulados de aproximadamente 60 bilhões de won, o equivalente a R$ 350 milhões, a SsangYong entrou com pedido de concordata na Coreia do Sul.

O procedimento é consequência da falta de acordo com credores para estabelecimento de novos prazos para pagamento da dívida – que deveria ter sido honrada até a primeira quinzena de dezembro.

A SsangYong solicitou à justiça a execução de um plano de reestruturação autônomo, que lhe dará até três meses para renegociar as dívidas. Em 2010 a empresa enfrentou situação similar e foi socorrida pela indiana Mahindra.

Fonte: Correio