Nova era

O que se espera para a moda para 2021? Que ela seja mais inclusiva, acabe de vez com os padrões, valorizando a individualidade de cada ser. Que essa bandeira seja disseminada com força total, mundo afora. Sendo assim, lá se vai uma campanha bafônica, da marca Foorli (@foorli), com DNA 100% baiano, que também levanta a causa da moda com propósito, dando visibilidade a corpos dissidentes além daqueles que estamos habituados a ver sempre. A campanha teve a assinatura do fotógrafo Vinicius Moreira (@vinicius_vm) com seu olhar sensível e único.

(Foto: Divulgação)

Faça sua cabeça
Febre nos anos 90, o bucket é aquele chapéu que faz a diferença no seu visu, dando aquele toque fashionista. Versátil, o acessório tanto combina com um look mais praiano, como com aquela produção urbana. Rolou sentimento? Descola o seu no e-commerce da Ella (ellalabel.com.br). Custa R$ 40

(Foto: Divulgação)

Multi cor
Verão pede tons vibrantes. E muitos deles. Que tal mistura-los em uma peça só? O vixe amou o brinco esmaltado da Trudy’s (trudys.com.br) bem coloridão, tudo a ver com a temporada do calor. Preço: R$ 79

(Foto: Divulgação)

Pisante da hora
Uma sandália que é puro conforto para você chamar de sua. Esse modelo garimpado na lojinha virtual da Ana Capri (anacapri.com.br), inspirado nas tradicionais birkens, é daquelas peças para toda hora. Custa R$ 99,9.

(Foto: Divulgação)

Além da praia
Se tem uma peça tem que ter nos dias ensolarados é a canga. Dica de stylist: não se limite ao uso apenas na praia, ela pode virar uma saia estilosa com muito pouco, basta apenas acertar na composição. Onde achar? No e-commerce da Farm (farmrio.com.br). Descole a sua por R$ 159.

(Foto: Divulgação)

A eleita
Uma bolsa generosa para colocar tudo que a gente precisa e que ainda tenha o mood do Verão. Está atrás de um modelito com essa inspiração? Olhos abertos para a aposta da Mais Vaidosa (maisvaidosa.com.br), que ainda é amiga do bolso. Preço: R$ 49,9.

Nota 0
Em época de pandemia não dá para aparecer na casa de praia do outro sem ser convidado, com aquela velha desculpa: “só vim dar um oi”. De última!

Nota 10
Usar a criatividade foi o que fez um produtor de interiores. Ele criou embrulhos de presentes para os amigos com embalagens que seriam descartadas.

Fonte: Correio