Suspeito de participar de explosão da Caixa é morto pela polícia

Um homem, suspeito de estar envolvido nos ataques contra agências da Caixa Econômica Federal em Salvador, foi morto pela polícia. A morte aconteceu durante uma operação das equipes da Operação Gêmeos, fruto da parceria entre a Secretaria de Segurança Pública do Estado da Bahia (SSP-BA) e a Polícia Federal (PF), nesta quarta-feira (6).

A operação, que se encontra em sua segunda fase, cumpriu um mandado de busca e apreensão, em um imóvel no bairro de São Gonçalo do Retiro, mapeado pela investigação como esconderijo do grupo envolvido com roubos a banco, quando foram atacadas com disparos de arma de fogo.

Segundo a polícia, durante o confronto, um dos integrantes da organização criminosa acabou atingido. Ele foi socorrido para o Hospital Geral Roberto Santos, mas não resistiu. Além da prisão do envolvido, também foram apreendidos uma pistola calibre 380, carregador, munições e porções de drogas.

Equipes tanto da SSP-BA quanto da Polícia Federal seguem no bairro de São Gonçalo do Retiro e no Complexo Penitenciário de Mata Escura, em Salvador, além da cidade maranhense de Pedreiras, cumprindo ordens judiciais.

Operação Apolo localiza veículos
Comandada pela Polícia Militar do Estado da Bahia (PM-BA), a Operação Apolo localizou na terça-feira (5) dois automóveis utilizados nos ataques às agências da Caixa na localidade do Osório, em Pirajá. Os veículos foram guinchados, encaminhados para o Draco e passaram por perícia.

Os militares faziam diligências à procura de um criminoso, que acabou encontrado no bairro de São Gonçalo do Retiro, quando desconfiaram de dois carros, modelos HB20 e Sandero. Após checagem, ficou constatado que os veículos possuíam restrições de roubo e que os modelos e cores coincidem com os relatos de algumas testemunhas que presenciaram os roubos.

Fonte: Correio