Anvisa informa que houve reunião de 'pré-submissão' para aprovação da CoronaVac

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) informou que se reuniu com o Instituto Butantã na manhã desta quinta-feira (7) para “pré-submissão” da vacina CoronaVac, da chinesa SinoVac, para uso emergencial no Brasil. O imunizante, de acordo com o governo de são Paulo, tem eficácia de 78% para “casos leves” e de 100% para “moderados, graves ou morte”.

“Durante a reunião, a equipe técnica do Instituto Butantan apresentou informações, por meio do power point, referentes a eficácia e segurança da vacina. Não houve submissão do pedido de uso emergencial pelo Instituto, mas sim a apresentação de informações gerais sobre os estudos de eficácia. Os representantes do Instituto afirmaram que vão agendar nova reunião para prosseguir no detalhamento das informações e dados”, diz a estatal em nota. 

Conforme a agência reguladora, a “análise formal” do pedido de uso emergencial começará “a partir da chegada do processo com informações globais sobre a vacina”. Em coletivas de imprensa realizadas anteriormente, o Ministério da Saúde havia afirmado que esse processo pode durar até dez dias. 

Fonte: Agencia Brasil