Ex-presidente da Abap, publicitário baiano Betuca morre vítima de covid-19 em Salvador

O publicitário baiano Alberto Miranda, 88 anos, mais conhecido como Betuca, não resistiu às consequências da covid-19 e faleceu nesta sexta-feira (8). Ele foi internado no Hospital Cardiopulmonar, localizado na Av. Anita Garibaldi, assim que sentiu os primeiros sintomas do vírus há duas semanas. Nome conhecido da cena publicitária baiana que coordenou campanhas de grandes empresas, Betuca foi presidente da Associação Brasileira de Agências de Publicidade (Abap). 

De acordo com depoimento de familiares, além de um profissional exemplar e criativo, Betuca era dono de uma alegria que contagiava e de um jeito sincero e gentil que encantou quem conviveu com ele.

Relato da família

O empresário Marcus Miranda, filho de Betuca, falou sobre a partida do pai e o tamanho do peso de perder alguém tão próximo. “Uma perda muito grande. Ele sempre foi presente enquanto pai, teve sempre um comportamento de amigo. Nós dois fomos verdadeiramente companheiros durante essa trajetória. ele me ligava todos os dias para saber como estavam as coisas, éramos muito próximos mesmo com ele em Salvador e eu em São Paulo”, declarou. 

Marcus era muito próximo do pai (Foto: Acervo Pessoal)

Marcus fez questão de descrever a personalidade amiga, alegre e carinhosa do pai. Ao falar sobre, disse que Miranda era extremamente ligado à família. “Ele sempre foi uma pessoa extremamente família, um cara alegre. Eu gostaria de ter 10% do carisma dele. Sempre foi muito querido no ambiente profissional e no pessoal. Sempre deu prioridade à família, às pessoas”, lembrou.

Quem também não poupou elogios para Betuca foi sua neta, Vanessa Brunt, escritora e colunista do CORREIO. Brunt destacou o caráter precioso e gentil da figura de seu avô. “Revolucionário, sempre presente, cheio de amor. Ensinando empatia desde os primórdios. Gigante, assim foi Alberto Miranda. Meu avô foi uma preciosidade para cada um que pôde passar pela sua trajetória. Uma fonte de energias positivas inesgotável, até nos momentos mais endurecidos”, afirmou.

Vanessa lembra com carinho da figura do avô (Foto: Acervo Pessoal)

Legado profissional

A escritora também destacou o tamanho do legado que Betuca deixou como profissional para publicidade baiana. “Revolucionário! Nome que marcou a publicidade baiana. Seu Betuca não veio para coisa pouca, por isso sempre foi exigente e nos ensinou a ser também”, completou.

A Abap também lamentou a partida de Miranda e se pronunciou por meio de suas redes sociais. “A história da publicidade baiana se despede de um dos seus personagens principais”, escreveu a associação, ressaltando que Betuca é um dos grandes nomes do setor em toda sua história.

*Com orientação da subeditora Tharsila Prates

Fonte: Correio