Coronavac: reações adversas são leves e não interferem em atividades diárias

O estudo do Instituto Butantan sobre a eficácia da Coronavac apontou que as reações adversas decorrentes do uso da vacina são leves e não interferem nas atividades diárias de quem for imunizado.

De acordo com Alex Precioso, diretor do Centro de Segurança Clínica e Farmacovigilância do Butantan, as queixas mais frequentes dos voluntários foram dor no local da aplicação da vacina, dor de cabeça, fadiga e dor muscular. O quadro é considerado leve e muito semelhante ao que ocorre com outros imunizantes que já estão em uso.

Precioso ressaltou que a Coronavac tem mantido seu perfil de segurança em todos os testes e que não houve registro de nenhum evento adverso grave ou evento de interesse especial associado à vacina.

As reações alérgicas ocorreram em 0,3% dos participantes do estudo, sem diferença entre o grupo experimental e placebo.

Fonte: Agencia Brasil