Influenciadora digital e ex-miss Lauren Adana é presa na zona sul de São Paulo

A digital influencer e ex-miss Paraná de popularidade Lauren Adana Lorenzetti, 31 anos, foi presa na manhã desta segunda-feira (11) na Vila Mascote (zona sul da capital paulista), em cumprimento a um mandado de prisão, expedido em 30 de abril do ano passado pela Justiça do Paraná.

A ex-modelo foi condenada em 2018 por forjar o próprio sequestro à mãe, em 2010, em Francisco Beltrão, a cerca de 385 km da capital Curitiba. Lauren está grávida de nove meses, segundo a polícia de São Paulo.

A influenciadora, que conta com 104 mil seguidores em uma rede social, alegou durante o processo que teria sido ameaçada por um ex-namorado a realizar o falso sequestro. Sua defesa pediu a anulação das acusações, mas sem sucesso. Não cabem mais recursos ao caso desde 2018.

Consta no TJ-PR (Tribunal de Justiça do Paraná) que, com a ajuda de um casal de amigos e do ex-namorado, Lauren fingiu ser sequestrada entre os dias 18 e 19 de abril de 2010, na cidade do interior paranaense. Em telefonemas, os amigos da condenada exigiram R$ 100 mil de resgate à mãe da ex-miss.

Ainda segundo a Justiça paranaense, a mãe de Lauren acionou a polícia assim que recebeu o telefonema. Com o envolvimento da delegacia especializada em investigar sequestros, os amigos desistiram do plano, segundo consta no processo do caso.

Lauren estava escondida na casa de uma amiga, que lhe amarrou os punhos com fita adesiva para forjar que a ex-miss havia sido imobilizada por falsos criminosos. A modelo saiu desta forma à rua e ligou para a mãe, de um orelhão, afirmando que havia sido “libertada.”

Durante depoimentos prestados pelos envolvidos, a polícia descobriu que o grupo havia forjado o sequestro da ex-miss.
Os então suspeitos responderam à acusações em liberdade, segundo o TJ-PR, mas foram condenados, sem chances de apelação, em 16 de agosto de 2018. A ex-miss foi condenada ao regime semiaberto a seis anos e 15 dias; o casal de amigos foi condenado, também no semiaberto, a seis anos. Não há informações sobre a condenação do ex-namorado da influenciadora.

Neste regime, o preso pode sair para trabalhar da cadeia, voltando de noite para dormir no cárcere. Detentos do semiaberto também podem solicitar o direito a saída temporária, prevista pela Lei de Execuções Penais.

Na época em que foi condenada, Lauren morava na capital paulista, para onde se mudou quanto tinha 25 anos e investiu na carreira de influenciadora fitness. Ela permaneceu atuando na internet, mesmo após sua prisão ser decretada pela Justiça paranaence, em abril de 2020.

As defesas dos outros condenados tentaram durante o processo diminuir a pena dos clientes, alegando que na falsa comunicação de sequestro “não houve dolo.”

“Fui muito privilegiada”, afirma ex-miss em site pessoal Em seu site pessoal, a ex-miss Lauren Adana Lorenzetti se apresenta como digital influencer, empresária, filha e neta única. “Fui muito privilegiada”, diz trecho da apresentação.

“Desde pequena tive muitas oportunidades, uma delas foi fazer bons cursos! Comecei ainda pequena um curso de modelo, conforme fui crescendo acabei me formando em mais dois do mesmo ramo”, segue a apresentação.

A influenciadora acrescenta ainda ter vencido os concursos Miss Renascença e Miss Paraná World Popularidade 2012/2013.

Fonte: Agencia Brasil