Devotos ignoram pedido de ficar em casa e vão ao Bonfim: 'isso é a fé'

A propaganda da festa do Senhor do Bonfim de 2021 dizia que, no dia da tradicional lavagem, quem tem fé fica em casa. Mas muitos baianos decidiram não obedecer esse lema. Assim que o dia amanheceu a Colina Sagrada começou a receber devotos. 

O ciclista Gilson Pereira saiu de sua casa em Pernambués às 5h e chegou no Bonfim meia hora depois. Como ainda não havia barreiras, ele conseguiu chegar até a porta de igreja e fazer sua oração. Depois, foi de bicicleta até a igreja da Conceição da Praia, onde encontrou o amigo Mario Augusto, por volta das 7h. Não satisfeitos, a dupla saiu novamente em direção ao Bonfim para expressar a sua fé. Chegaram às 8h. 

“Todo ano eu venho. Isso é a fé. O Senhor do Bonfim me ajudou muito, chego me arrepio todo ao falar”, explicou Gilson. O amigo Mario, que faz parte do grupo de risco da covid-19 e por isso não retirava a máscara do rosto, fez questão de não perder o evento. “Eu fui criado em cima de barraca de festa de largo. Isso não tem explicação. Quando você se apega aos orixás, ao candomblé, ao catolicismo, sua vida muda”, apontou. 

Durante a manhã, diversos corredores e ciclistas chegaram até a baixa do Bonfim. Todos não puderam subir a Colina, cujas entradas estavam interditadas. A Guarda Civil Municipal dispersou algumas aglomerações. Enquanto isso, a Igreja da Conceição da Praia começou a receber pessoas que esperavam a imagem do Senhor do Bonfim passar para seguí-lo. Isso aconteceu por volta das 10h.

*com supervisão do chefe de reportagem Jorge Gauthier 

Fonte: Correio