Vacinação de idosos minimiza pressão no sistema de saúde de Salvador

Ainda não é possível afirmar com dados técnicos o impacto da vacinação de idosos em Salvador sobre a oferta de leitos hospitalares, mas de acordo com o Secretário Municipal de Saúde Léo Prates, já é possível verificar que, enquanto na primeira onda os idosos respondiam a 63% dos pacientes hospitalizados, hoje, apenas 40% dos hospitalizados são idosos. “As estratégias da primeira fase da vacinação têm como objetivo manter os serviços de saúde funcionando, daí a vacinação dos profissionais, e minimizar a pressão que a população que mais ocupa leito hospitalares exercem no sistema, então, os resultados começam a se apresentar”, completa. 

O representante do poder municipal fez questão de reforçar que não existe vida mais importante que a outra e, por isso mesmo, ele enxerga com otimismo a mudança de tom do governo federal e o anúncio de novas vacinas feitas no Brasil. No final da manhã do sábado, o Prefeito Bruno Reis anunciou um novo calendário para a semana que contemplará idosos maiores de 60 anos (Veja programação abaixo).

Com uma postura alinhada, o secretário estadual de saúde, o médico Fábio Vilas-Boas reforçou que, no momento, não há como mensurar o impacto da vacinação na ocupação de leitos no estado. “Mesmo nos Estados Unidos que estão mais avançados, somente recentemente começaram a notar resultados. Estamos confiantes que com o avanço da vacinação, tenhamos impacto no sistema de saúde como um todo”, garantiu.

Segundo ele, a expectativa é poder avançar nos demais grupos prioritários com a chegada de novas remessas e também com a Sputinik V, adquirida pelo governo estadual. “Já foi autorizado, em reunião da Comissão Intergestores Bipartite, que os municípios possam vacinar os idosos com 60 anos ou mais de forma escalonada. O cenário é promissor com vacinas brasileiras, mas temos que focar nos imunizantes que estão disponíveis hoje”, completou.

Vacinação com alegria

A vacinação do público com idades entre 67 e 66 anos deu um colorido de alegria ao sábado, 27, e emprestou esperança aos mais jovens. O músico Armandinho Macêdo, o forrozeiro Adelmário Coelho e o cantor e compositor Val Macambira foram algumas das personalidades dessa faixa etária que garantiram as primeiras doses da imunização destinada a esse público no final de semana.

Atento aos noticiários e depois de assistir ao flagrante da reportagem da TV Bahia com Armadinho, Val Macambira não demorou para se dirigir a Unidade de Saúde da Família da Federação e tomou a primeira dose do imunizante. “Volto no dia 24 de abril para garantir a proteção completa”, disse o músico. Sem nenhuma ansiedade, o Mago do Forró garantiu estar muito sereno diante da pandemia, sem descuidar das atividades físicas e dos cuidados com a saúde. “Agora, é esperar mais um pouquinho para que todos possam estar vacinados e que nossas vidas possam voltar a festejar com união e proximidade física”, comemorou.

O Mago do Forró, Val Macambira comemorou a primeira dose e conclamou as pessoas a ficarem atentas com o calendário vacinal (Foto: Carmen Vasconcelos)

Vale salientar que a vacinação prossegue nesse domingo,28, das 8h às 12h, com a imunização dos maiores de 66 anos, nascidos entre 28 de março e setembro de 1954. No turno vespertino, das 13h às 16h, serão contemplados os idosos de 66 anos ou mais nascidos entre outubro de 1954 e 28 de março de 1955. 

Otimismo

Ansiosa com a possibilidade de receber logo a primeira dose, Olga Neves de Andrade, 67, aproveitou o período da tarde para ir ao 5º Centro de Saúde, no Vale dos Barris. “Quero entrar logo e ficar na contagem regressiva para a segunda dose. Na verdade, gostaria que todo mundo estivesse vacinado para a gente se livrar logo disso”, afirmou. 

No 5º Centro de Saúde, nos Barris, foram abertas dez salas de imunização para receber a população que foi até o local garantir a primeira dose da vacina (Foto: Carmen Vasconcelos)

A pressa de ficar imune também motivou Antônia Dórea Santos, 67, a buscar o posto de saúde, mesmo possuindo alergia a ovo, cuja proteína é um dos componentes de vacinas, como a Tríplice Viral (sarampo, caxumba e rubéola) e a Tetra Viral (sarampo, caxumba, rubéola e varicela), a da Gripe (Influenza) e a de Febre Amarela. “Estamos vivendo uma realidade terrível. Ontem mesmo, perdemos uma pessoa próxima vítima de Covid. Por isso mesmo, minha mãe preferiu se vacinar logo”, contou a filha de Antônia, a auxiliar administrativa Rosa Dórea, 44, que acompanhou a mãe ao 5º Centro. 

A agente de saúde Rosana Santos Carvalho comemorou o dia de trabalho no drive-thru da Arena Fonte Nova. “O período da manhã foi bem movimento e, agora à tarde, o fluxo foi ficando mais tranquilo, mas é importante ver a mudança de postura das pessoas que estão compreendendo o processo de vacinação. Até mesmo aquelas que, por exemplo, fazem aniversário amanhã e que vêm para fila, compreendem a importância de seguirmos as determinações”, finaliza. 

Recorde

Pelo terceiro dia consecutivo, Salvador bateu recorde de pessoas vacinadas num único dia de campanha contra Covid-19. Neste sábado (27), foram mais de 16.899 doses aplicadas, sendo 16.714 delas em idosos com 67 anos ou mais. Durante todo o dia de ontem (26), foram 16,1 mil pessoas imunizadas e, na quinta (25), 16 mil.
 

SERVIÇO

Vacinação no domingo – 28.03
 8h às 12h
66 anos ou mais
Nascidos entre 28 de março e setembro de 1954. 

13h às 16h
66 anos ou mais 
Nascidos entre outubro de 1954 e 28 de março de 1955.

Os pontos de vacinação drive-thru 

Universidade Federal da Bahia – Campus Ondina,

 Arena Fonte Nova (Nazaré), 

Atakadão Atakarejo – Fazenda Coutos, 

5º Centro de Saúde (Barris), 

Parque de Exposições (Paralela),

Universidade Católica do Salvador (Pituaçu), 

Fundação Bahiana para Desenvolvimento das Ciências (Cabula),

Faculdade Bahiana de Medicina (Brotas), 

Centro de Convenções de Salvador (Boca do Rio),

Barradão (Canabrava),

Unijorge (Paralela),

Vila Militar – Dendezeiros.

Os pontos fixos estão situados na USF Vista Alegre, Universidade Católica do Salvador (Pituaçu), UBS Nelson Piauhy Dourado (Águas Claras), Faculdade Bahiana de Medicina (Brotas), USF Resgate, USF Santa Luzia, USF Federação, USF Plataforma, USF Cajazeiras X, 5º Centro de Saúde (Barris), Unijorge (Paralela), Barradão (Canabrava) e Colégio da Polícia Militar (Dendezeiros).

Vacinação durante a semana

Segunda – 29.03.21
Todo o dia
Idosos com 66 anos ou mais
Trabalhadores da saúde: farmacêuticos diplomados, auxiliares e técnicos de saúde bucal, auxiliar e técnico de enfermagem (todos devem estar na lista da Prefeitura e apresentar documentação), pacientes em hemodiálise com nome na lista

Terça – 30.03.21
8h às 12h – manutenção do público de segunda 
13h às 18h
65 + (30.03.1955 a sete de 55)

Quarta – 31.03.21
8h às 12h
Idosos nascidos de Outubro de 1955 a 31.03.56

Fonte: Correio