Árbitro confirma que se desculpou por não validar gol de CR7

O árbitro holandês Danny Makkelie confirmou que pediu desculpas à seleção de Portugal pelo gol não validado de Cristiano Ronaldo no duelo com a Sérvia, pelas eliminatórias europeias para a Copa do Mundo de 2022. O jogo, realizado no sábado (27), terminou empatado em 2×2.

Em entrevista ao jornal português A Bola nesta segunda-feira (29), o juíz da partida citou as críticas que recebeu por torcedores e parte da imprensa e admitiu não ter saído satisfeito do confronto.

“Pelas regras da Fifa, tudo que posso dizer é que pedi desculpas ao técnico de Portugal, o senhor Fernando Santos, e ao time português pelo que aconteceu. Como equipe de arbitragem, trabalhamos duro para tomar boas decisões. Quando estamos nas notícias dessa forma, não nos sentimos felizes”, disse o árbitro.

O lance polêmico aconteceu aos 47 minutos do segundo tempo. Nuno Mendes cruzou da esquerda, Dmitrovic saiu do gol, e Cristiano Ronaldo finalizou. A bola ia lentamente em direção ao gol até que o zagueiro Mitrovic apareceu, de carrinho, e afastou. Só que, pelas imagens, a redonda parece ter cruzado inteiramente a linha, o que validaria o gol. 

O momento em que o zagueiro Stefan Mitrovic afasta a bola, que parece ter cruzado toda a linha
(Foto: Reprodução/Uefa)

Os árbitros não contam com o auxílio do VAR nesta fase das eliminatórias. A decisão de não dar o gol enfureceu CR7, que correu na direção do bandeira, gritou em frente a ele e foi punido com o cartão amarelo. Ele ainda jogou a braçadeira no chão e deixou o gramado instantes antes do fim da partida. 

No sábado (27), o técnico de Portugal, Fernando Santos, revelou que teve uma conversa com o juíz logo após o jogo. Segundo o treinador, Danny Makkelie reconheceu que errou ao não validar o gol de Cristiano Ronaldo.

“O árbitro me pediu desculpas na cabine e disse que estava envergonhado. Estive no vestiário com ele, e ele me pediu desculpas. Ele tinha me dito dentro de campo que ia ver as imagens e que, se fosse o caso, que me chamava para pedir desculpa… e assim foi”, afirmou Fernando.

Fonte: Correio