Sem aplicar vacina, enfermeira é flagrada em vídeo e acaba afastada em SP

A Prefeitura de Itatiba, cidade de 123 mil habitantes a 84 quilômetros de São Paulo, afastou nesta quarta-feira (31) uma enfermeira que não aplicou corretamente a vacina contra a Covid-19 em um senhor de 87 anos, conforme flagrou um vídeo da situação.

Casos como esse têm se espalhado por todo o país e os conselhos de enfermagem passaram a orientar que os profissionais mostrem a seringa antes e depois para comprovar a aplicação.

A cena em Itatiba foi percebida pela neta do homem que deveria ter sido vacinado. A doméstica Maraísa dos Santos, 37, conta que seu irmão levou o avô, Manoel dos Santos, 87, para receber a segunda dose da vacina contra a Covid-19 nesta quarta—embora o estado já esteja vacinando pessoas com 69 anos, Manoel precisou esperar devido a um tratamento contra um câncer.

“Meu irmão filmou. Quando a gente viu o vídeo, minha filha percebeu que a enfermeira não tinha apertado a seringa, não injetou nada. Eu liguei para o meu irmão, pedi para ele esperar lá e fui correndo. A enfermeira negou, disse que aplicou a vacina, sim, e que o vídeo tinha sido editado. Mas nem tinha como, eu vi o vídeo e saí correndo do serviço”, diz ela.

Maraísa conta que conseguiram acionar o secretário de Saúde da cidade e o prefeito da cidade, que foram até o local e deram suporte às vítimas. “Aí eles procuraram no local de descarte das seringas e encontraram uma seringa cheia jogada no lixo, com a vacina lá”, diz.

“Fiquei muito revoltada. Tem muita gente morrendo por causa da falta de vacina, e você descobre que quem deveria ser imunizado não foi. É muito revoltante. Meu avô está bem abatido, chateado”, completa ela.

Após constatarem que a vacina não tinha mesmo sido aplicada, Manoel recebeu de fato a segunda dose do imunizante.

O caso repercutiu entre os moradores da cidade e, em vídeo divulgado à população, o secretário de Saúde, Renan Dias Irabi, afirmou que a enfermeira foi afastada e que a prefeitura levou o caso à polícia.

“Imediatamente tomamos todas as medidas cabíveis, informamos todas as autoridades, inclusive a delegacia de polícia. Chamamos esse senhor novamente, ele recebeu o imunizante da forma adequada, feito por outro servidor. Imediatamente afastamos essa funcionária até que a gente possa apurar todos os fatos”, disse.

“Tenho certeza que este fato isolado não vai comprometer toda a campanha de sucesso que tem sido a imunização contra a Covid-19 no município de Itatiba”, concluiu.

A reportagem não conseguiu contato com a enfermeira, cujo nome não foi confirmado pela prefeitura.

Fonte: Agencia Brasil