Livro que celebra encontro de dez mulheres será lançado nesta sexta (9)

O livro Controversas: Perspectivas de mulheres em Cultura e Sociedade será lançado nesta sexta-feira (9), em um evento online – com tradução simultânea em libras -,  que acontece a partir das 20h, no canal do YouTube da Editora Pinaúna, selo editorial da publicação. O livro celebra o encontro de dez mulheres plurais da cultura, comunicação, sociologia, direito, administração entre outros campos de atuação, que são pesquisadoras em suas respectivas áreas e trazem diferentes perspectivas de pesquisas e vivências dentro da área cultural a partir de uma coletânea de ensaios,

A construção do livro se dá a partir da formação do Coletivo Controversas, que reúne mulheres que se interessam pelas tradições culturais e têm como objetivo criar um espaço de compartilhamentos, trocas e aprendizados construído em um viés contracolonial. “A melhor maneira de nos apresentarmos às e aos leitora/es deste livro é, assim, nos localizando como pesquisadoras que antes de qualquer coisa, somos filhas e netas de viveiras, sonhadoras, trabalhadoras, como nós mesmas aprendemos a ser, como intelectuais que colocamos em nossas escritas, nossas subjetividades e verdades na perspectiva de reivindicação e diálogo”, pontuam as organizadoras Beatriz Bastos, Carol Dia, Carolina Dantas, Luana Souza e Stefane Souto no texto de abertura da publicação.

A obra – que conta também com oito colaboradoras convidadas divididas entre edição, revisão, identidade visual e apresentação -, é segmentada entre os ensaios acadêmicos-literários de Luana Souza (jornalista), Beatriz Bastos (cientista social), Carol Dia (artista e produtora cultural), Izabela Alcântara (professora) e Bia Mathieu (jornalista), onde é trazida uma dimensão afetiva, poética, sensível, que passa pelas pesquisas que nascem da experiência da corporeidade, do resgate da memória, da ancestralidade e da territorialidade, e os artigos ensaísticos de Stéfane Souto (produtora cultural), Sofia Mettenheim (gestora pública), Sara Mariano (pesquisadora), Joice Araújo (agente de projetos sociais) e Carolina Dantas (gestora cultural),  que agregam problemáticas relacionadas à transformação prática da sociedade, por meio da atuação política, da gestão, da ação que mobiliza a imaginação e retroalimenta a esperança de futuros construídos pelas mulheres. 

“Uma maior representatividade de mulheres no mercado editorial brasileiro, seja como escritoras, seja ocupando outros elos da cadeia produtiva do livro, é ponto crucial para uma maior diversidade nas publicações do país”, destaca Carolina Dantas, uma das ensaístas e coordenadora da Pinaúna.

A publicação, que será disponibilizada nos formatos físico e digital, poderá ser acessada no site da editora e nas redes sociais da Pinaúna Editora. O projeto tem apoio financeiro do Estado da Bahia através da Secretaria de Cultura e da Fundação Cultural do Estado da Bahia (Programa Aldir Blanc Bahia), via Lei Aldir Blanc, direcionada pela Secretaria Especial da Cultural do Ministério do Turismo, Governo Federal.

Fonte: Correio