São Paulo tem 1389 mortes por Covid-19 em 24 horas e bate novo recorde

O estado de São Paulo registrou 1.389 mortes nas últimas 24 horas, de acordo com dados do governo estadual desta terça-feira (6). O recorde anterior no número de óbitos registrados em um dia foi de 1.209, da última terça (30).

O número impacta a contabilidade nacional, que pode também bater novos recordes nas próximas horas.

O total de casos de Covid-19 registrados desde o início da epidemia até esta terça no estado é de 2.554.841, sendo que 22.794 foram novos registros nas últimas 24 horas. O total de óbitos no território paulista até o momento é de 78.554.

O novo recorde de óbitos no período de 24 horas ocorre em meio a sinais de que as medidas restritivas determinadas pelo governo estadual começam a dar algum resultado. Os dados são ainda são vistos com cautela, mas também algum alívio.

A coluna noticiou nesta terça (6) que o número de pacientes internados em UTIs no estado segue alto, mas estável. Depois de chegar ao pico de 13.120 leitos ocupados na sexta (2), ele se manteve estável até a segunda (5), com 12.963 doentes em estado grave e tratamento intensivo.

​Na segunda (5), o Brasil registrou 1.623 mortes por Covid e 39.629 casos da doença. Com esses números, o país chegou a 13.023.189 pessoas infectadas e a 333.153 óbitos por Covid desde o início da pandemia.

A média móvel de mortes caiu novamente e chegou a 2.698 óbitos por dia, nos últimos sete dias. A média é uma ferramenta estatística para suavizar grandes variações de dados, como costuma ocorrer com as informações da Covid nos finais de semana, segundas e feriados. Ela é calculada pela soma das mortes dos últimos sete dias e divisão do resultado por sete.

A média completou, na segunda, 20 dias acima de 2.000 mortes por dia.
O consórcio de imprensa também atualizou as informações repassadas sobre a vacinação contra a Covid-19 por 23 estados e o Distrito Federal.

No total, já foram aplicadas 25.619.061 doses de vacina (20.023.132 da primeira dose e 5.595.929 da segunda dose), de acordo com as informações disponibilizadas pelas secretarias de Saúde.

Isso significa que somente 12,44% dos brasileiros maiores de 18 anos tomaram a primeira dose e só 3,48%, a segunda.

Nas últimas 24 horas, 548.306 pessoas tomaram a primeira dose da vacina e 206.718, a segunda.

Fonte: Agencia Brasil