Por vaga no G4 do Baianão, Vitória recebe Jacuipense no Barradão

O primeiro passo rumo à semifinal do Campeonato Baiano já foi dado. Após bater o Vitória da Conquista, o Vitória saltou da penúltima para a 5ª colocação. Neste fim de semana, há mais uma missão a cumprir, e novo triunfo coloca o Leão no G4.

Dessa vez, o adversário é o Jacuipense, em partida novamente no Barradão, domingo (2), às 16h. Válido pela 4ª rodada, o compromisso é o último dos duelos atrasados do rubro-negro na competição. 

Depois, a equipe disputará a última rodada do Baiano, juntamente com os outros times, contra o Fluminense de Feira, na próxima quarta-feira (5), mais uma vez em casa. O oponente final é o lanterna do torneio, com cinco pontos.

O Vitória não conquista o título do Baiano desde 2017. E, nas duas últimas edições, foi eliminado ainda na primeira fase. Com dedicação exclusiva após a eliminação na semifinal da Copa do Nordeste, o Leão quer afastar a maldição e retornar ao mata-mata.

Os quatro primeiros colocados avançam à semifinal. Até agora, apenas a Juazeirense, com 17 pontos, tem vaga e liderança garantidas. O Leão depende só dele para classificar.

O rubro-negro tem 10 pontos e, se ganhar os dois jogos que faltam, chega aos 16. Superaria Bahia de Feira e Bahia, 3º e 4º colocados, respectivamente, que podem alcançar 15. Daria até para assumir o 2º lugar caso o  Atlético de Alagoinhas, hoje com 13 pontos, não vença sua partida final. 

É possível o Vitória se classificar também em caso de derrota ou empate diante do Jacuipense, mas deixaria de depender somente de si. Teria que vencer o confronto final e torcer por combinação de resultados dos times do G4.

Se o jogo é importante para o rubro-negro, é ainda mais decisivo para o Jacuipense. O time, que ocupa o 8º lugar com 8 pontos, só manterá a chance de classificação se ganhar. Depois, na rodada final, tem que vencer o Bahia em Pituaçu. Já em caso de derrota para o Vitória, o Jacuipense ainda correrá risco de rebaixamento.

Calendário
Desde a eliminação no Nordestão, o Vitória tem só o Baiano para se concentrar nos próximos dias. A Série B tem início previsto para o dia 28 de maio, enquanto a terceira fase da Copa do Brasil tem data reservada para junho.

Apesar do calendário ter ficado mais folgado, a maratona continua. Na hipótese de alcançar a final do estadual, o Vitória terá seis jogos a fazer. Para o atacante Vico, a temporada 2021 será mais puxada do que o habitual. 

“Creio que prejudicou um pouquinho todo mundo. Estávamos acostumados a ter um recesso de 30 dias, tivemos só de sete, já emendamos nessa temporada. Mas sabemos que teria que ser dessa forma. Quando dá para poupar, o treinador tem poupado. Creio que esse ano vai ser mais puxado, com mais jogos. Temos que manter a rotina. Quando tiver tempo para folgar, tem que folgar e recuperar a forma física”, disse.

No sábado, o elenco fez o último treino antes do duelo. Na sexta-feira (30), os jogadores assistiram a um vídeo com análise sobre o desempenho no triunfo por 2×0 sobre o Vitória da Conquista. Depois, o técnico Rodrigo Chagas separou o elenco em dois grupos, com os meias e atacantes trabalhando finalização.

O volante Gabriel Bispo será ausência, por suspensão, e os laterais Raul Prata e Pedrinho permanecem machucados. Já Cedric se recuperou de problema no tornozelo e treinou. A provável escalação tem: Ronaldo, Van, João Victor, Wallace e Roberto; João Pedro, Maykon Douglas (Cedric) e Soares; Vico, Samuel e David. 

Fonte: Correio