Nordeste de Amaralina: confrontos terminam com PM baleado, um suspeito morto e três feridos

Confrontos entre traficantes e policiais militares no Complexo do Nordeste de Amaralina neste domingo (2) terminaram com um suspeito morto, três feridos, um PM baleado na perna e uma família feita refém na fuga dos criminosos*.

Segundo a Secretaria da Segurança Pública (SSP-BA), o policial foi ferido durante o primeiro confronto ocorrido enquanto equipes da Patamo, do Batalhão de Choque, faziam ações preventivas na localidade de Sucupira, por volta das 11h.

Cinco traficantes, segundo a pasta, participaram do ataque que terminou com o PM ferido e um dos suspeitos mortos. O policial foi socorrido para o Hospital Geral do Estado (HGE). Ele seria submetido a uma cirurgia, mas não corre risco de morte.

Duas duplas
Quatro suspeitos conseguiram fugir e, segundo a PM, dividiram-se em duas duplas. Uma delas invadiu a casa de uma família na Rua Emídio Pio Sicupira, na Santa Cruz. No imóvel, os dois fizeram três crianças e três adultos de reféns. 

Após duas horas de negociação, com apoio do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) da PM, a primeira dupla se rendeu, pouco depois das 13h, e foram presos. Um deles estava ferido, mas não há informações sobre seu estado de saúde. A família não ficou ferida.

Ainda de acordo com a SSP, pouco depois da liberação dos reféns, um barulho suspeito foi ouvido, em outra casa, na mesma área. Durante cerco, os outros dois traficantes que participaram do confronto com o Choque atiraram novamente e tentaram fugir pelos fundos. Ambos foram atingidos e socorridos para o Hospital Geral do Estado (HGE). O estado de saúde deles não foi informado pela SSP. Os PMs ainda apreenderam armas e munições com os suspeitos. 

* Esse conteúdo foi alterado para corrigir informações.

Fonte: Correio