Milton Ribeiro fala de ataque em creche de SC: 'Profundamente entristecido'

O ministro da Educação, pastor Milton Ribeiro, publicou na tarde desta terça-feira (4) mensagem em que se compadece do ataque em uma escola infantil na cidade e Saudades, em Santa Catarina. Ribeiro enviou condolências aos familiares das vítimas. Ao menos cinco pessoas morreram por golpes de facão.

“Profundamente entristecido pela tragédia na escola do município de Saudades/SC. Meus sentimentos aos familiares e oração para que o Pai das misericórdias e Deus de toda consolação os fortaleça neste momento terrível. ‘Ele enxugará dos seus olhos toda lágrima.’ Apocalipse 21:4”, diz a mensagem postada no Twitter.

O Ministério da Educação também emitiu nota de pesar sobre o ocorrido.”O ministro da Educação,  Milton Ribeiro, em nome de toda a equipe do MEC, manifesta profundo pesar e lamenta a tragédia ocorrida na Escola Aquarela, localizada no município de Saudades, no Oeste de Santa Catarina, nesta terça-feira (4)”, diz o comunicado. 

O presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), ministro Luiz Fux, lamentou o caso durante sessão do CNJ (Conselho Nacional de Justiça).
“Em nome do nosso Observatório dos Direitos Humanos, em nome dos conselheiros e membros do CNJ, e em meu nome, quero manifestar nossos pêsames e nossa solidariedade para com essas famílias que vivenciaram um momento tão dramático”, disse Fux.

Ataque

Um homem matou ao menos cinco pessoas e feriu outras duas após invadir uma escola infantil no município de Saudades, oeste de Santa Catarina (a 67 km de Chapecó), na manhã desta terça-feira (4).

Segundo informações preliminares da Polícia Militar, que ouviu testemunhas, o jovem teria entrado armado com uma arma branca semelhante a um facão na escola, invadido uma classe e golpeado professores e alunos. Em seguida, de acordo com os relatos, ele cortou o próprio pescoço e se feriu no abdômen e no tórax.

Uma professora e dois alunos morreram no local. Outra mulher e mais duas crianças tiveram lesões graves e foram encaminhadas a um hospital, segundo a PM. A mulher e uma das crianças também morreram.

Segundo informações da Polícia Civil, as três crianças mortas tinham menos de dois anos. Outra vítima foi conduzida ao Hospital Regional de Chapecó por meio de transporte aéreo. Ainda não foram divulgados dados sobre as duas mulheres mortas.

O suspeito foi detido pela população antes mesmo da chegada dos policiais, disse a PM, que o encaminhou ao hospital de Pinhalzinho (SC) em estado grave.

Ele teria 18 anos e nenhum antecedente criminal e não foi aluno da escola atacada, afirmou a polícia, segundo a qual o agressor relatou ter sofrido bullying.

As polícias Militar e Civil, o Corpo de Bombeiros Militar e o Instituto Geral de Perícias continuavam a investigação no local no início da tarde.
A casa do jovem foi isolada e os pais dele devem ser conduzidos para prestar depoimento depois de cumpridas as diligências no local.

“Qualquer informação agora é muito preliminar. Nós estamos coletando todas as informações para tentar levantar qual foi a motivação do crime”, afirma Ricardo Casagrande, delegado regional da Polícia Civil em Chapecó, que acompanha as investigações.

A cidade de Saudades tem 9.810 habitantes, segundo estimativa do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). ​

O governador afastado, Carlos Moisés, se manifestou pelo Twitter lamentando a notícia: “Minha solidariedade às famílias, à comunidade escolar e a todos os moradores da acolhedora cidade do nosso Oeste”. A governadora em exercício, Daniela Reinehr, decretou luto de três dias.

 

Fonte: Agencia Brasil